- Publicidade -

More

    copiloto Andreas Lupitz se trancou no cockpit, impedindo o comandante de voltar a entrar, e acionou manualmente a descida do avião.

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Com base na informação divulgada pela procuradoria de Marselha e por fontes da investigação ao jornal The New York Times, foram assim os últimos 30 minutos.

    As gravações recuperadas da caixa negra do avião da Germanwings que se despenhou nos Alpes permitiram aos investigadores franceses reconstituir os últimos 30 minutos e os acontecimentos que levaram à morte de 150 pessoas.

    A conclusão inicial é que foi o copiloto que iniciou a descida do avião da Germanwings que se despenhou nos Alpes, quando estava sozinho no cockpit, tendo impedido o comandante de regressar à cabine. “Podemos falar uma ação deliberada para destruir o avião”, disse o procurador Brice Robin, da procuradoria de Marselha.

    Com base na informação divulgada pela procuradoria de Marselha e por fontes da investigação ao jornal The New York Times, foram assim os últimos 30 minutos:

    – Nos primeiros 20 minutos os dois pilotos, o comandante Patrick Sonderheimer e o copiloto Andreas Lubitz, falam normalmente.

    – Quando o comandante começa a discutir os procedimentos para a aterragem em Düsseldorf as respostas são “lacónicas”.

    – O comandante diz ao copiloto: “Deixo-te ao comando do avião”.

    – Ouve-se uma cadeira a arrastar-se e uma porta a fechar-se, o que leva os investigadores a pensar que Sonderheimer saiu da cabine.

    – O copiloto inicia deliberadamente a descida – uma queda de mil metros por minuto. Não volta a falar.

    – Ouve-se o comandante a bater à porta e a pedir para entrar, identificando-se.

    – A gravação do cockpit mostra que o copiloto estava a “respirar normalmente”, apesar de não responder.

    – Ouve-se o controlador aéreo de Marselha a perguntar o que se passa, várias vezes. O controlador aéreo pede a outros aviões que tentam contactar com o Airbus.

    – O comandante continua a bater à porta, cada vez com mais força.

    – Ouve-se um alarme de aproximação a terra, que no Airbus é a palavra “terra” repetida várias vezes.

    – Só nos últimos momentos é que se ouvem gritos dos passageiros.

    – Há um primeiro impacto e depois o avião bate contra a montanha a 700 km/hora.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Evento com Leandro Karnal em Angola Tem Procura de Ingressos Recorde

    A febre pelo conhecimento e desenvolvimento pessoal dispertou muito interesse dos angolanos> ! O evento CONNECT, que traz o renomado historiador, escritor e professor...

    Pedro Gonçalves chega à marca dos 50 jogos com Palancas Negras

    Por: Helder Lourenço O seleccionador Pedro Gonçalves atingiu a marca dos 50 jogos como timoneiro da selecção nacional de Angola e descreve este marco como...

    Sérgio Moikano revela motivos que o levaram a sair do grupo “Deixaram-me no Zango 8 mil, saí de lá de candongueiro às 3h, só...

    Durante uma entrevista feita, recentemente, no programa 'A Tarde é Nossa', da Tv Zimbo, o kudurista angolano Sérgio Moikano revelou verdadeiramente os motivos que...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto