- Publicidade -

More

    Partidos políticos garantem cumprimento das medidas sanitárias

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    A Comissão Multissectorial para Prevenção e Combate à Covid-19 pediu ontem, em Luanda, aos partidos políticos com assento parlamentar para mobilizarem os seus militantes no sentido de acatarem as medidas de biossegurança.

    Em comunicado final divulgado no final do encontro com representantes de partidos políticos com assento no Parlamento, a Comissão solicita o cumprimento dos limites de lotação nos transportes públicos e privados e defende a realização de encontros periódicos entre as Comissões Provinciais para Prevenção e Combate à pandemia, partidos políticos e a sociedade civil, para actualização da situação pandémica do país.actu

    A Comissão apela os cidadãos para denunciarem as práticas que violem as medidas de contenção da pandemia constantes no Decreto Presidencial, nomeadamente, as quarentenas domiciliares e a cerca sanitária.

    Durante o encontro orientado pelo chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Francisco Furtado, os representantes do MPLA, UNITA, CASA-CE, FNLA e PRS reconheceram a necessidade do “cumprimento imperioso” das medidas de biossegurança durante as actividades políticas, reuniões e outros eventos de massa na via pública e espaços fechados, para conter a propagação da pandemia da Covid-19, que nos últimos tempos tem causado muitas mortes, sobretudo na província de Luanda.

    O secretário-geral do MPLA, Paulo Pombolo, afirmou que os ajuntamentos promovidos pelo partido durante o último fim de semana, em algumas artérias de Luanda, foram o culminar de marchas patrióticas realizadas a nível dos distritos e municípios.

    “As marchas patrióticas tiveram inicio nos distritos e depois nos municípios. No acto da concentração é que tivemos problemas. Pensamos corrigir a partir de agora”, explicou, salientando que o MPLA compromete-se a corrigir onde falhou, nomeadamente na implementação das orientações enviadas aos comités provinciais do partido.

    O dirigente partidário garantiu que, doravante, o Secretariado do Bureau Político vai acompanhar os processos de mobilização e realização de iniciativas políticas. “Vamos continuar a mobilizar os militantes no sentido de respeitarem,rigorosamente, as medidas sanitárias decretadas pelas autoridades do país”, referiu.

    Para o secretário-geral adjunto da UNITA, Lázaro Kapunha, os partidos políticos têm responsabilidades acrescidas perante o inimigo invisível (Covid-19) e assegurou que a organização política vai continuar a promover campanhas para garantir a observância das medidas de biossegurança.

    O político manifestou-se preocupado com a superlotação nos transportes públicos e com as aglomerações nos bancos e mercados.
    O vice-presidente da CASA-CE, Alexandre Sebastião André, valorizou o encontro, salientando que o diálogo é sempre positivo. Sublinhou o combate à malária, principal causa da mortalidade no país, devia merecer a mesma atenção que a pandemia da Covid-19.

    “O Executivo está mais preocupado com a pandemia da Covid-19 e está a descurar a malária”, disse, sublinhando que mais de 140 cadáveres são sepultados diariamente em Luanda, em consequência da malária.

    A CASA-CE promete enviar ao Executivo um memorando para rever o perfil de combate à Covid-19 no país, salientando que a inobservância do distanciamento físico entre cidadãos inicia nos transportes público e nos hospitais, onde dois a três doentes são acomodados numa mesma cama. “Vamos elaborar um Memorando para o Executivo no sentido de rever o perfil de tratamento do novo corona vírus em detrimento das doenças que mais matam os angolanos”, referiu.

    O secretário-geral do PRS, Rui Malopa Miguel, também aplaudiu a iniciativa da Comissão Multissectorial de Prevenção e Combate à Pandemia da Covid-19. Lamentou que tenham sido alguns partidos políticos a violarem as medidas de biossegurança plasmadas em Decretos Presidenciais.
    “Se os partidos políticos não cumprirem as medidas, certamente vamos assistir ao aumento de casos de Covid-19 no país”, alertou.

    O líder da FNLA, Lucas Ngonda, lembrou que os partidos políticos têm responsabilidades acrescidas sobre a vida dos cidadãos, sobretudo dos militantes. Argumentou que “se não haver saúde não haverá militantes para reunir”.

    O encontro contou com as presenças do ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida e da ministra de Estado para Área Social, Carolina Cerqueira, assim como da governadora de Luanda, Joana Lina, deputados e membros do Executivo.

    A reunião foi convocada na sequência das últimas manifestações políticas promovidas por alguns partidos, em total desobediência aos Decretos Presidenciais que proíbem ajuntamentos para evitar a expansão da pandemia.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Total Energies Marketing Angola e BOB ECO inauguram primeiro Ponto de Carregamento de Bateria para Motas Eléctricas

    A TotalEnergies Marketing Angola e a BOB ECO inauguraram hoje, no posto de abastecimento TotalEnergies do Miramar, o primeiro ponto de carregamento de bateria...

    TPA e Dimond Films assinam acordo de estratégia para produção de conteúdos de ficção

    A Televisão Pública de Angola e a produtora Diamond Films assinaram na última quinta-feira, um protocolo estratégico para produção de conteúdos de ficção, que...

    Pedro Yaba leva “simbiose” em obras de arte e fotografias ao MIREMPET

    Por: Ernesto Jaime A forma incansável dos trabalhadores mineiros transformarem a pedra bruta em belas esculturas de mármores, o diamante bruto em refinadas jóias, petróleo...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto