- Publicidade -

More

    Pesquisador português explica a síndrome de La Tourette, a doença que faz o indivíduo perder o controle sobre o corpo

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Em estudo, o PhD, neurocientista Fabiano de Abreu apresenta detalhes da condição que se manifesta ainda na infância e compromete o desenvolvimento e o relacionamento social

    Tiques, espasmos motores e sonoros, disfunção psicossocial e física são algumas das características da Síndrome de La Tourette (ST) – uma condição neurológica não degenerativa, que se manifesta ainda na infância e é responsável por inibir o desenvolvimento do paciente, trazendo consequências por toda a vida.

    Segundo o estudo “A Síndrome de La Tourette traz implicações sociais significativas aos pacientes”, do pesquisador e neurocientista Fabiano de Abreu, publicado na revista científica Brazilian Journal of Development, a condição pode ficar mais grave e intensa na fase adulta, mas por volta dos 4 a 6 anos de idade que ela se manifesta, se agravando ao passar da idade, com pico entre 10 e 12 anos.

    “Descoberta ainda no século XIX, na França, a ST é uma desordem neurológica rara, causada por uma falha da ação inibitória dentro de um circuito córtico-estriato-tálamo-cortical que suprime impulsos premonitórios para o movimento”, comenta. “Em suma, seus sintomas envolvem movimentos involuntários e vocalizações de palavras e frases espontâneas, muitas vezes xingamentos e palavrões”, detalha.

    De acordo com Abreu, por ser uma condição rara e ainda pouco debatida socialmente, estudos indicam que a ST afeta o desenvolvimento infantil, causa redução do rendimento escolar, problemas emocionais, preconceito e estigmatização e bullying na escola.

    “Ela está associada a problemas comportamentais como, por exemplo, indisciplina, crises de raiva, perda de autoestima, manifestação de estados depressivos e crises de ansiedade, perturbações no sono e alteração do humor”, afirma.

    Sem cura, mas passível de tratamento, o pesquisador alerta para a importância do diagnóstico preciso ainda nos primeiros anos de vida. “Para se descobrir a síndrome, devem ser feitos exames de eletroencefalogramas, ressonância nuclear magnética, tomografias e análises sanguíneas”, finaliza.

    Sobre o autor

    Fabiano de Abreu Rodrigues é doutor e mestre em Ciências da Saúde nas áreas de Neurociências e Psicologia, título reconhecido pela Universidade Nova de Lisboa, com especialização em Propriedades Elétricas dos Neurônios (Harvard). É membro da Mensa International, a associação de pessoas mais inteligentes do mundo, da Sociedade Portuguesa de Neurociência e da Federação Europeia de Neurociência. É diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito (CPAH).

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Ampliação e melhoria dos serviços obrigam transferência da Administração do Kilamba para K.K. 5000

    A partir do dia 22 do mês em curso, a Administração do Distrito Urbano do Kilamba irá transferir os seus serviços para o antigo...

    Telma Lee diz que os momentos mais difíceis da carreira foram quando se envolveu em polémicas: “Várias vezes pensei em desistir”

    Durante uma entrevista feita no programa Dia Alegre, da PLATINA FM (96.8), na manhã desta Quarta-feira (17), a cantora angolana Telma Lee disse...

    Anderson Mário conta que no início da carreira alguns familiares cogitaram que usaria feitiço para ter sucesso

    Por: Nunes Hebo Na nossa sociedade, são muitos os registos de se associar o sucesso, sobretudo, artístico, a práticas de feitiçaria. Quem diz passar...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto