Polícia Nacional vai calar apitos que agarram gatunos: Turma do Apito será substituída

0
148
Criada pelo ex-administrador do Distrito Urbano do Sambizanga, Tomás Bica, a “Turma do Apito”, que segundo os seus mentores tem por objectivo reprimir o maior índice de criminalidade naquela parcela da capital do país, será substituída pelo Conselho Comunitário de Segurança, segundo avançou o Director de Segurança Pública da Polícia Nacional, Comissário Orlando Bernardo, em entrevista ao PLATINALINE.
“As Turmas do Apito vão ser substituídas por uma actividade que está na forja, os conselhos comunitários de segurança, eles estão a ser criados precisamente para isso. E as Turmas do Apito, elas em si podem até desenvolver ou desempenhar um papel bom, mas elas em si são um perigo para a sociedade porque muitas delas em muitos casos transformaram-se em milícias”.
A responsabilidade da segurança pública e do combate à criminalidade é da Polícia Nacional, a polícia não se pode eximir da sua responsabilidade e passá-las para outros cidadãos que não têm respaldo legal para o fazer. Daí que se está, neste preciso momento, a terminar a legislação que diz respeito aos conselhos comunitários de segurança porque são esses que depois vão interagir com as forças policiais para que se possa concretizar aquilo que é o policiamento de proximidade, que vai permitir com que haja uma relação melhor entre a comunidade e a polícia”, disse o comissário Orlando Bernardo.
A Turma do Apito, criada pelo administrador Tomás Bica, combate crimes nesta zona de Luanda, considerada das mais perigosas. Desde a sua criação, em menos de dois meses acabou com 47 grupos criminosos, obrigando muitos agentes do crime a fugir da zona.
Por: Natalicio Gaspar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments