- Publicidade -

More

    Show dos Kassav faz público vibrar

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

     

    O grupo Kassav foi a grande atracção de sábado à noite, no festival musical “Show da Saudade”, no Estádio Nacional da Cidadela, em saudação ao mês da paz e da juventude angolana. Apesar da forte chuva o público não arredou pé e a música durou até às cinco da manhã. 


    A chuva era tão forte que caiu água no palco. A organização fez tudo para secar o local onde os músicos exibiam a sua arte. Mas foi o ambiente dos DJ João Reis, Darcy, Kapiro, João Lopes e Manucho Cola que aqueceu o ambiente. O show de fogo de artifício fez as delícias dos presentes. A chuva foi vencida pela festa.  


    O espectáculo estava marcado inicialmente para as 18h00 de sábado, mas só começou duas horas mais tarde, devido à forte chuva que caiu sobre Luanda durante a noite. Nem o mau tempo afugentou os 50 mil espectadores que em delírio aplaudiram os seus ídolos e “mataram” saudades das músicas de maior sucesso nos anos 80 e 90.


    Antes mesmo da actuação dos Kassav, já o público chamava em uníssono pelos os artistas. O músico Proletário, com mais de 30 anos de carreira artística, foi o primeiro a subir ao palco interpretando temas como “Ingratidão” e “Scania 111”. Foi muito aplaudido pelos fãs. No final da actuação o músico Proletário disse ao Jornal de Angola que “foi uma honra estar entre os escolhidos e ter o privilégio de abrir o espectáculo. Este foi um momento especial para mim. Estou feliz por fazer parte deste naipe de artistas para cantar temas que já foram sucessos”.

    Cartinha da Saudade

    O palco foi montado com uma cobertura transparente, em forma de arco iluminado. Jacinto Tchipa tem 54 anos, 39 dos quais dedicados à música. Começou a carreira musical em 1973 e nos anos 80 gravou, em Portugal, o seu primeiro álbum de vinil, intitulado “África”. 


    Muito acarinhado pelos fãs, o artista soltou a voz para cantar “Não chores mais mamãzinha, amanhã mesmo voltarei…”, a famosa “Cartinha da Saudade”, “Olofumbelo”, “Ukalalapi” e “Mayé Mayé”. 
    O músico Jacinto Tchipa disse que é necessária uma maior promoção nacional da música: “hoje, já se valoriza mais a música angolana, porque os jovens trocam de experiências com outros artistas estrangeiros e isso tem aumentado a qualidade musical”. Considerou ainda que “as empresas promotoras de espectáculos devem continuar com o seu trabalho para manterem os músicos sempre no activo”. 
    A banda Voga, liderada pelo músico Flay, acompanhou os artistas nacionais durante todo o espectáculo. Na sequência subiram ao palco os Irmãos Almeida interpretando quatro temas: “Amor melaço”, “Viola”, “Maravilha” e “Cara de pau”. Beto de Almeida disse que estava a participar no “Show da Saudade” com muita emoção.

    Homenagem a Mamborró

    Debilitado, sentado numa cadeira de rodas, por motivos de doença, o artista Mamborró não pôde cantar, mas mesmo assim não deixou de subiu ao palco acompanhado pelo artista Maya Cool, que cantou as suas músicas numa homenagem ao autor do tema “A Belinha Xuxú”, “Vovô Samba” e “Guida”. 


    O músico Maya Cool tirou do baú os melhores sucessos do artista criando nos presentes momentos de muita emoção. No final da actuação, Maya Cool disse que “as músicas de Mamborró fazem parte indiscutivelmente do meu passado. Era ainda uma criança quando comecei a ouvir as músicas dele, e ainda hoje gosto de ouvi-las”. 
    O grupo “África Negra”, liderado pelo vocalista João Ceria, proporcionou ao público momentos agradáveis. A canção “Aninha” foi a que mereceu mais aplausos. “O propósito foi apresentar os grandes temas que marcaram a carreira do conjunto nos anos 70. Acho que cumprimos”, disse João Ceria. 
    O kudurista Sebem foi uma novidade porque não estava anunciado. Em companhia dos seus bailarinos, cantou o “Coveiro” e “Felicidade”, o tema que o projectou. O humorista Calado Show também participou na festa animando os fãs com as suas piadas sobre o quotidiano angolano. Às 23h14 entrou em acção o grupo Livity. Nesta altura a chuva dava sinais de abrandamento. A banda tirou da cartola temas como “Rosinha” e “Felicidade”. Um dos momentos altos da noite foi quando Yuri da Cunha subiu ao palco, a convite de Jorge Neto, líder da banda Livity. O público aqueceu e assim se manteve até ao final do “Show da Saudade”.
    Jorge Neto, do conjunto Livity, anunciou que no seu próximo disco conta com as participações dos músicos Yuri da Cunha e Yola Semedo. O conjunto Tropical Band e Tabanka Jazz subiram ao palco quando a plateia estava ao rubro.

    O ponto alto da noite

    Eram três da manhã quando surgiu o momento mais esperado da noite: os Kassav subiram ao palco para encerrar o espectáculo. A vocalista principal dos Kassav, Joceline Beroard, agradeceu o carinho que os angolanos têm demonstrado pela banda. O ambiente criado pelo público foi fundamental para a qualidade do espectáculo. A banda apresentou novos temas no “Show da Saudade” e temas já conhecidos.
    Pela quinta vez em Angola, os Kassav comprovaram a sua popularidade perante um público que dançou e vibrou ao som de “Aye Pamol”, “Se Dam Boujou”, “Sie Bwa”, “Anbalata”, “Rete”, “Solei”, “Siwo”, “Oh Madiana”, “Timtim Bwazec”.

     

    Fonte: Jornal de Angola 

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Proposta de Lei dos Crimes de Vandalismo de Bens e Serviços Públicos – Quem destruir património pode ir 15 anos para a cadeia

    O Conselho de Ministros de Angola, reunido sob a orientação do Presidente João Lourenço, examinou três propostas de lei destinadas à Assembleia Nacional. Em...

    Ministro da Cultura de Angola e Maria Borges Buscam Parcerias Internacionais para Música Angolana”

    O Ministro da Cultura, Filipe Silvino de Pina Zau, recebeu em seu gabinete a renomada modelo internacional Maria Borges, que também exerce o cargo...

    JEO MC estreia-se como atleta de MMA e sagra-se campeã nacional

    Por: Helder Lourenço A gladiadora dos Reis de Rompimento Primeira Liga (RRPL), Jeorgina Ludmila, conhecida nas lides artísticas como Jeo MC, estreou-se como atleta de...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto