- Publicidade -

More

    Sob o tema: Planeamento Familiar “Emponderando as pessoas desenvolvendo as Nações” Mundo Celebra Dia Mundial da População

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    “O acesso a um planeamento familiar seguro e voluntário é um direito humano, é fundamental para a igualdade de género e o empoderamento das mulheres e é um factor chave na redução da pobreza”, relata a mensagem oficial sobre o dia Mundial da População 2017.

    11 De Julho de 2017
    No dia 11 de Julho de 1987, foi celebrado o Dia dos 5 Biliões de Pessoas no mundo. Dois anos depois, o 11 de Julho adquiriu o Estatuto de “Dia Mundial da População”, que é celebrado ano após ano no mundo inteiro, com varias actividades que visam aumentar a conscientização sobre as questões populacionais, incluindo seus vínculos com o meio ambiente e o desenvolvimento.

    Cada ano, o Dia Mundial da População considera um tema de relevância mundial para a comemoração. Este ano, o tema seleccionado é “Planeamento Familiar: Emponderando as pessoas desenvolvendo as Nações”.

    O acesso a um planeamento familiar seguro e voluntário é um direito humano, é fundamental para a igualdade de género e o empoderamento das mulheres e é um factor chave na redução da pobreza. No entanto, cerca de 225 milhões de mulheres que querem evitar a gravidez não utilizam métodos de planeamento familiar seguros e eficazes. A maioria dessas mulheres com uma demanda insatisfeita de contraceptivos vive em 69 dos países mais pobres da Terra.

    Responder a demanda insatisfeita salvaria vidas, evitando 67 milhões de gravidezes não planeadas em todo o mundo e reduzindo as mortes maternas em um terço das mortes maternas estimadas em 303,000 que ocorrerão em 2017.

    Investir no planeamento familiar é investir na saúde e direitos das mulheres e casais. Esses investimentos também produzem ganhos económicos e outros que podem impulsionar o desenvolvimento e são, portanto, críticos para o sucesso da Agenda de Desenvolvimento Sustentável de 2030 e seus 17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável.

    O planeamento familiar é uma intervenção que salva vidas: evita gravidezes indesejadas e por sua vez, reduz os riscos para a saúde durante o parto e o recurso a abortos inseguros. Os preservativos masculinos e femininos também podem reduzir o risco de infecções sexualmente transmissíveis.

    A nível global o uso moderno de contraceptivos quase dobrou, passando de 36% em 1970 para 64% em 2016. Actualmente, cerca de 225 milhões de mulheres em todo o mundo têm uma demanda insatisfeita para o planeamento familiar moderno. No entanto, ainda temos um longo caminho a percorrer para garantir que todas as mulheres possam gozar do direito de decidir se, quando e com que frequência engravidar.

    No caso de Angola, segundo os dados do IMS 2015 e de estudos realizados recentemente a procura total de planeamento familiar é de 52% e cerca de 38% das mulheres tem necessidades não satisfeitas de contracepção moderna, e 14% usam algum método contraceptivo, ou seja tem necessidade satisfeita.

    Em 2016, os contraceptivos fornecidos pelo UNFPA tinham o potencial de prevenir 11,7 milhões de gravidezes não planeadas, cerca de 3,7 milhões de abortos inseguros e prevenir uma estimativa de 29 mil mortes maternas.

    As mulheres que escolhem o planeamento familiar são mais saudáveis e enfrentam menor risco de morte materna. Crianças nascidas de mulheres que pautam pelo espaçamento da gravidez tendem a ser mais saudáveis e enfrentam um risco reduzido de morte nos primeiros cinco anos.

    O UNFPA estabeleceu um objectivo ambicioso e transformador para eliminar toda a demanda insatisfeita de planeamento familiar até 2030. Neste Dia Mundial da População, pedimos a todos os governos e partes interessadas que ajudem a atingir esse objectivo.

    O investimento no Planeamento Familiar não é apenas uma questão de proteger a saúde e os direitos, mas também é uma questão de investir no desenvolvimento económico, na prosperidade e no progresso da humanidade.

    ***
    Celebração da Efemeride em Angola

    O 11 de Julho que hoje celebramos ficou marcado em 1987 como o dia em que o mundo atingiu os cinco bilhões de habitantes, sob recomendação do Conselho de Administração do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas em 1989 o 11 de Julho passou a ser observado como o Dia Mundial da População e é celebrado em todo mundo desde 1990.

    Para este ano o tema da celebração mundial centra-se no tema “Planeamento Familiar: Emponderando as pessoas desenvolvendo as Nações”. Sendo que as actividades preparatórias estão sob liderança do Ministério da Saúde, com a participação dos Ministérios da Assistência e Reinserção Social, da Família e Promoção da Mulher, da Educação, do Planeamento e Desenvolvimento Territorial, bem como do Instituto Angolano de Estatísticas, contando com o apoio do UNFPA, O Fundo das Nações Unidas para a População.

    ***
    O UNFPA – Fundo das Nações Unidas para a População, é uma agência de cooperação internacional para o desenvolvimento, que promove o direito de cada mulher, homem e criança a gozar de uma vida saudável com igualdade de oportunidades para todos.O UNFPA apoia os países a usar dados populacionais para elaboração de políticas e programas de redução da pobreza. Contribui também para assegurar que cada gravidez seja desejada, cada parto seja seguro, e o potencial de cada jovem seja alcançado.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Banco Bic abre inscrições para o crescer juntos e homenageia empresas co-investidoras

    O Banco BIC abriu nesta segunda-feira, 17 de Junho, as inscrições deste ano para ONGs, Fundações e Associações que necessitam de recursos financeiros e...

    Clénio & Clésio Gomes são os mais recentes acionistas do Luanda City, equipa recentemente promovida ao Girabola

    Clénio & Clésio Gomes são os mais recentes acionistas do Luanda City, equipa recentemente promovida ao Girabola É com imenso prazer que anunciamos a nossa...

    Jornalista Dalila Prata destaca-se no 21º Fórum Meteoclimatic no Média Workshop em Darmstadt (Alemanha)

    Por: Luizão Cabulo A jornalista angolana Dalila Prata destacou-se no 21º Fórum Meteoclimatic no Média Workshop em Darmstadt, Alemanha, representando Angola e a "TPA online"...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto