- Publicidade -

More

    TAAG já opera na província do Uíge

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    A Linhas Aéreas de Angola-TAAG realizou, hoje, segunda-feira (2), o primeiro voo inaugural a província do Uíge, de um total de duas viagens semanais, mais de 18 anos depois.
    A aeronave partiu de Luanda, às 07h, e chegou ao Uíge às 07h45m, ou seja, 45 minutos de viagem, trazendo consigo uma delegação composta por membros do Ministério dos Transportes, do Conselho de Administração da Taag, jornalistas de vários órgãos e os primeiros passageiros.

    Na ocasião, o governador provincial do Uíge, José Carvalho da Rocha, que procedeu ao corte da fita de abertura dos voos semanais, ladeado pelo secretário de Estado para a Aviação Civil, Carlos Borges, considerou a retoma dos voos da companhia de bandeira nacional um passo histórico, na medida em que vai encurtar à distância entre a província e a capital do país.

    “O que testemunhamos hoje é de facto um esforço enorme do Executivo, que vai não só encurtar distâncias, mas sobretudo promover o turismo e outros sectores chaves da vida da província”, referiu.

    O governante pediu, igualmente, que a companhia aérea estude a possibilidade de realizar voos de ligação entre Cabinda, Zaire e Uíge, para facilitar as trocas comerciais com os dois Congos, no sentido de facilitar os empresários locais que se deslocam a estes destinos em negócio, por estrada. Para o secretário de Estado para a Aviação Civil, Carlos Borges, o objectivo do Governo é dinamizar o sector da aviação no país, desde a exploração das infra-estruturas criadas para promover o desenvolvimento da economia nacional e facilitar a vida dos cidadãos.
    “Este passo dado hoje e outros que serão dados noutras ocasiões, resultado de uma aposta do Executivo neste sentido. O Uíge está de parabéns”, considerou.

    Já o Presidente do Conselho Executivo (PCE) da TAAG, Eduardo Faiten, a rota Luanda-Uíge foi pensada tendo em conta a estratégia de expansão levada a cabo pela companhia aérea nacional, que visa não só a sua rentabilidade, mas também manter os 14 destinos identificados no país, funcionais.
    O voo DT 102 da marca Dash, de fabrico canadiano, com uma capacidade de 64 passageiros na classe económica e 10 na classe executiva, totalizando 74 lugares, foi pilotado pelo comandante da aeronave, Márcio Mucanza.

    Além do vice-governador provincial para a Área Técnica e Infra-estruturas, António Mutunda, a cerimónia inaugural contou também com a presença de delegados e directores provinciais, entidades ligadas às forças de Defesa e Segurança, entidades religiosas e eclesiásticas, autoridades tradicionais, bem como os passageiros da viagem de regresso a Luanda.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    4ª edição dos “Prémios Tigra Nova Garra” reconhece 28 profissionais em diferentes áreas de actuação

    Os Prémios “Tigra Nova Garra” já fazem parte da agenda dos grandes eventos anuais que reconhecem talento, criatividade, esforço e compromisso social dos jovens...

    “Delero King cobra Taxa de 1 Milhão de Kz por Participação Musical”

    Na terça-feira, (23), teve lugar em Luanda a conferência de imprensa para anunciar os vencedores da 4ª edição dos “Prémios Tigra Nova Garra”, uma...

    Miguel Neto declara que denominação “música folclórica” é pejorativa para Angola e defende o termo “tradicional”

    O jornalista angolano Miguel Neto declarou, nesta Segunda-feira (22), durante a rubrica "Momento Cultural" do programa A Tarde é Nossa da TV Zimbo, que...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto