Angolanos “incrédulos” com morte de Rescova

0
184

A sociedade angolana continua a manifestar consternação pela morte do governador do Uíge, Sérgio Luther Rescova, ocorrida na noite de sexta-feira.

O político faleceu em Luanda, vítima de doença, aos 40 anos de idade, depois de ter sido evacuado de emergência da província do Uíge.

Desde a confirmação da ocorrência, pelo Governo angolano, várias mensagens de pesar vão chegando à redacção da ANGOP, exaltando as qualidades profissionais de Luther Rescova.

A propósito, o Secretariado do Conselho de Ministros juntou-se às vozes que lamentam, profundamente, o passamento físico de Luther Rescova, considerando que muito tinha ainda a dar por Angola.

Manifestando “enorme” dor pelo infausto acontecimento, o Ministério da Saúde adianta que Sérgio Luther Luther Rescova será sempre lembrado como combatente intransigente pela causa social dos angolanos e um jovem que manifestava as suas ideias com fervor, clareza, sem qualquer receio e de forma directa e inconfundível pertencendo a uma geração emergente que seguramente cujas ideias seriam muito úteis neste momento e no futuro do país.

Para o Ministério da Indústria e Comércio, foi “uma enorme” surpresa a morte de Sérgio Luther Rescova, endereçando à família enlutada e ao Governo Provincial do Uíge os mais profundos sentimentos de pesar.

Já o ministro dos Tansportes, Ricardo Viegas D’Abreu, afirma que a morte do governador do Uíge obriga a uma reflexão sobre a sua vida política e exemplar servidor público.

O mesmo sentimento é manifestado pela embaixadora de Angola na África do Sul, Filomena Delgado.

Na sua mensagem, a diplomata frisa que o país acaba de perder um jovem dinâmico, promissor e expoente de uma geração de políticos que muito tinha para dar ao país e continuar a inspirar confiança e fé na sua juventude.

“Aos 40 anos de idade deixa um enorme vazio na estrutura da governação onde soube com dedicação, empenho e sacrifício desempenhar as diversas funções e desafios que lhe foram confiados”, lê-se na mensagem.

Por seu turno, o governador da Lunda Norte, Ernesto Muangala, realça as qualidades políticas, cívicas e profissionais, evidenciadas pelo governador do Uíge, Sérgio Luther Rescova.

O governante sublinha que Sérgio Rescova levou uma vida de entrega a pátria angolana e deve ser reconhecido sempre pelos seus feitos, porque soube se manter fiel aos seus princípios e contribuir com a sua inteligência para o desenvolvimento do país.

O seu percurso político, dise, sobretudo em prol da juventude, é incomensurável e deve ser um grande exemplo de personalidade e profissionalismo para nova geração.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments