- Publicidade -

More

    ANIMA BR traz a Angola o melhor da produção brasileira em cinema de animação

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    A Embaixada do Brasil e o Centro Cultural Brasil-Angola (CCBA) promovem, de 31 de março a 9 de abril, a segunda edição do festival ANIMA BR, composto por 23 curtas e 5 longas-metragens de animação (“bonecos animados”). Evento tem ingressos gratuitos e inclui oficinas, sessões comentadas e votações. Está inserido em uma extensa programação que envolve o Concurso Nacional de Criação de Jogos Digitais (CNCJD) de Angola, feira gastronômica, roda de samba, show de reggae e a festa “Anos 80 Chocríveis”.

    Serão dez dias em que as infinitas possibilidades do cinema de animação irão transportar os espectadores angolanos a novos universos fantásticos e desconhecidos. A programação do ANIMA BR exibirá em Luanda uma ampla gama de técnicas de animação: do tradicional lápis sobre papel e do stop-motion até os mais avançados recursos de computação gráfica, em produções destinadas a crianças, jovens e adultos.

    As produções brasileiras de animação vêm ganhando destaque no cenário internacional em anos recentes. Essa história de sucesso, construída há mais de uma década por grande número de profissionais qualificados, tornou-se mais notável a partir do sucesso mundial de filmes como “O Menino e o Mundo”, indicado ao Oscar, ou “Uma História de Amor e Fúria”, prêmio de melhor filme no festival de Annecy, maior do gênero no mundo. Ambos filmes foram exibidos na primeira edição do ANIMA BR em Luanda, em abril/2019. Na ocasião, o público angolano escolheu “Tito e Os Pássaros” (2019) como melhor longa, além de premiar dois curtas do realizador Marcelo Marão (“Até a China” e “Eu Queria Ser um Monstro”). Daí o convite ao mesmo Marcelo Marão para vir a Angola e realizar a curadoria desta segunda edição do ANIMA BR, além de duas oficinas de técnicas de animação e de sessões comentadas dos principais filmes, em sua maioria inéditos no país!

    A sessão de abertura acontece às 18h da quinta 31 de março, no Centro Cultural do Brasil, com a exibição do filme “Minhocas”, uma das produções mais elaboradas da história do cinema de animação do Brasil tanto em termos de orçamento quanto de tempo de produção. Foram quase dez anos para produzir o primeiro grande filme de stop-motion do Brasil, desde 2013. Nele, três minhocas, Júnior (11 anos), Linda (12 anos) e Neco (9 anos) enfrentam o terrível tatu-bola Big Wig, que, com a ajuda dos vermes da Gangue da Lama, pretende dominar todas as minhocas da terra através do hipnotismo e construir um Império onde os tatus-bola serão os senhores.

    Além de comentar a sessão de abertura, Marão oferecerá gratuitamente duas oficinas de animação para os presentes no CCBA, na sexta (01/4), às 15h) e no sábado (02/4) às 13h (inscrições abertas pelo email: contactoccba@gmail.com). No mesmo sábado, fará uma retrospectiva de seus trabalhos, às 16h30, e comentará, às 18h, a sessão do premiado longa “Bob Cuspe – Nós não gostamos de gente”, um dos destaques da mostra.

    Filme de 2021 do diretor Cesar Cabral, “Bob Cuspe…” traz esse icônico personagem das bandas desenhadas brasileiras dos anos 80, do cartunista Angeli, numa travessia por um cenário pós-apocalíptico, infestado por astros pop que estão sempre tentando matá-lo. Ao final do filme, ainda na noite de 2 de março, os anos 80 voltam com a “Festa Game Over – Anos 80 Chocríveis”. O CCBA convida todos a trazer suas fantasias para relembrar essa época, em uma verdadeira viagem no tempo.

    Uma diversão à parte será reconhecer nos personagens dos filmes as dublagens de figuras conhecidas da cultura brasileira, como Wagner Moura, Rita Lee, Tonico Pereira, Leandro Hassum, Anitta, entre outros!

    Cabe ressaltar que metade dos curtas da programação foi dirigida por mulheres, que têm reforçado sua presença nesse espaço, e que os filmes, construídos em técnicas muito variadas, provêm de regiões distintas do Brasil, incluindo Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Ceará, Santa Catarina e Goiás. Além disso, o festival abre espaço a produções angolanas de animação, a cargo do estúdio Olindomar.

    Uma nota especial cabe à exibição da série de curtas infantis Nana & Nilo, dois irmãos brasileiros que buscam suas origens em uma viagem pelas culturas africanas. A série é do jovem realizador Sandro Lopes, infelizmente vitimado pela covid-19.

    Mais uma vez, o público angolano de todas as idades terá a oportunidade de manifestar suas preferências, atribuindo notas aos filmes ao final de cada sessão. Na semana seguinte ao ANIMA BR serão reexibidos os longas e curtas mais votados.

    Além disso, o festival está inserido em uma extensa programação do CCBA, que envolve o Concurso Nacional de Criação de Jogos Digitais (CNCJD) de Angola, com a presença da brasileira Raquel Motta, que traz jogos produzidos em seu estúdio, “Sue The Real”, com narrativas afro-brasileiras, dentre os quais “Angola Janga”, baseado na novela gráfica de Marcelo D’ Salete – cuja exposição, realizada em 2019 no CCBA, recebeu o prêmio de melhor exposição no 32º Troféu HQ Mix – e o jogo “Aya e seu lindo Black Power”. Completam a programação do CCBA nesses dias uma feira gastronômica, roda de samba e show de reggae, além da já citada festa “Anos 80 Chocríveis” .

    Como se diz no Brasil: IMPERDÍVEL! Estão todos convidados, as atividades são gratuitas e a feira praticará preços diversos!

    – x –

    ANIMA BR 2022 – PROGRAMAÇÃO:

    LONGAS
    BOB CUSPE – NÓS NÃO GOSTAMOS DE GENTE, de Cesar Cabral (2021)
    MINHOCAS, de Paolo Conti e Arthur Nunes (2013)
    MEU TIO JOSÉ, de Ducca Rios (2021)
    OSMAR, A PRIMEIRA FATIA DO PÃO DE FORMA, de Ale McHaddo (2021)
    CAFÉ, UM DEDO DE PROSA, de Maurício Squarisi (2014)

    SELEÇÃO DE CURTAS 1 (infantil):
    SUPER PLUNF, de Camila Kauling Rumpf e Henrique de Oliveira (13 min, 2014)
    QUANDO A CHUVA VEM? , de Jefferson Batista (09 min, 2019)
    VIRANDO GENTE, de Analúcia Godoi (10min, 2014)
    SÃO JOÃO, de Diego Akel (02 min, 2013)
    LÉ COM CRÉ, de Cassandra Reis (6 min, 2018)
    CALANGO LENGO, de Fernando Miller (10 min, 2008)
    NANA E NILO, de Sandro Lopes (série, 20 min, 2020)

    SELEÇÃO DE CURTAS 2 (livre):
    DOUTOR, MEU FILHO É ANIMADOR, de Marcos Magalhães (13 min, 2013)
    SONDER, de Nicole Janér (06 min, 2018)
    LINEAR, de Amir Admoni (07 min, 2012)
    O EX-MÁGICO, de Olimpio Costa e Maurício Nunes (11 min, 2018)
    MARIA DA GLÓRIA, de Diego Akel (02 min, 2012)
    VIAGEM NA CHUVA, de Wesley Rodrigues, de Wesley Rodrigues (13 min, 2014)

    SELEÇÃO DE CURTAS 3 (adultos):
    O EXTRAORDINÁRIO CASO DO SENHOR A, de Jackson Abacatu (13 min, 2014)
    TORRE, de Nádia Mangolini (18 min, 2017)
    O QUEBRA-CABEÇA DE TÁRIK, de Maria leite (19min, 2015)
    CARNE, de Camila Kater (12min, 2019)

    CICLO MARCELO MARÃO:
    CHIFRE DE CAMALEÃO (06 min, 2000)
    EU QUERIA SER UM MONSTRO (08 min, 2009)
    ATÉ A CHINA (15 min, 2015)
    O MURO ERA MUITO ALTO (04 min, 2019)
    Vinheta para DIA INTERNACIONAL DA ANIMAÇÃO (01 min, 2020)
    BIZARROS PEIXES DAS FOSSAS ABISSAIS (01 min, 2022 – prévia inédita do longa em produção)

     

     

    ANIMA BR 2022 – HORÁRIOS

    31/3 (quinta)
    18h: Sessão de abertura: MINHOCAS (Comentários: Marcelo Marão)

    01/4 (sexta)
    15h: Oficina de Animação com Marcelo Marão
    18h: MEU TIO JOSÉ

    02/4 (sábado)
    13h: Oficina de Animação com Marcelo Marão
    16h30: CICLO MARCELO MARÃO (sessão comentada)
    18h: BOB CUSPE – NÓS NÃO GOSTAMOS DE GENTE (sessão comentada)

    03/4 (domingo)
    14h: SELEÇÃO DE CURTAS 1 (infantil)
    16h: SELEÇÃO DE CURTAS 2 (livre)

    04/4 (segunda)
    FERIADO

    05/4 (terça)
    14h: OSMAR, A PRIMEIRA FATIA DO PÃO DE FORMA
    16h: CAFÉ, UM DEDO DE PROSA
    18h: SELEÇÃO DE CURTAS 3 (adultos)

    06/4 (quarta)
    14h: SELEÇÃO DE CURTAS ANGOLANOS
    16h: CICLO MARCELO MARÃO
    18h: MINHOCAS

    07/4 (quinta)
    14h: SELEÇÃO DE CURTAS 2 (livre)
    16h: MEU TIO JOSÉ
    18h: BOB CUSPE – NÓS NÃO GOSTAMOS DE GENTE

    08/4 (sexta)
    11h: SELEÇÃO DE CURTAS 1 (infantil)

    09/4 (sábado):
    11h: SELEÇÃO DE CURTAS ANGOLANOS
    14h: CAFÉ, UM DEDO DE PROSA
    16h: OSMAR, A PRIMEIRA FATIA DO PÃO DE FORMA
    18h: SELEÇÃO DE CURTAS 3 (adultos)

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Micklate, a grande vencedora do 40º Elite Model Look World Final

    Depois de 5 dias de avaliação intensa para a 40ª edição do mais prestigiado concurso internacional de modelos, em Praga, MICKLATE MACOBOLA triunfou, destacou-se...

    NOSSA Seguros é a primeira seguradora a receber o selo Feito em Angola

    A NOSSA Seguros tem a honra de ser a primeira seguradora a receber o selo "Feito em Angola", uma certificação que reconhece o compromisso...

    BAI apresenta soluções de financiamento às Pequenas e Médias Empresas

    O BAI – Banco Angolano de Investimentos S.A., em parceria com a Associação Industrial de Angola (AIA), realiza em todo o país, durante o...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto