- Publicidade -

More

    Caló Pascoal e Amigos”, chega as lojas em Dezembro

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    O produtor e cantor Caló Pascoal apresenta dia 14 de Dezembro, na Praça da Independência, em Luanda, o seu mais recente trabalho em disco, “Critiqué Moin”, no qual se estreia como intérprete de kilapanga e merengue.

    O disco, que é o segundo volume do projecto “Caló Pascoal e Amigos”, tem 17 faixas, produzidas por Caló Pascoal, e inclui ainda temas de zouk e semba.

    “Gatinha” é o título da música, do estilo merengue, gravada com a participação da banda de Juan Luís Guerra, denominada 4.40, liderada pela pianista dominicana Janina Rosado, e que foi co-produzida por Luis Mansillas, detentor de oito grammys.

    O único kilapanga do CD tem o título de “Pátria Angola” e é da autoria do músico Kito Nogueira, do Cuanza Norte.

    O tema que dá título ao disco é uma versão do sucesso homónimo de 1988, da autoria da antilhana Gustavie Cham, vocalista da banda Vikings, que participou igualmente em dueto na mesma canção com o músico angolano.

    Caló Pascoal disse que as composições abordam diversificados temas, como o amor ao próximo, citam algumas passagens bíblicas e chama a atenção para as relações conjugais.

    O músico revelou também que apostou muito na sonoridade do disco, desde a concepção do projecto. “Conseguir juntar artistas renomados, que acompanho desde o início da carreira, num só projecto discográfico, já é uma vitória”, disse o produtor .

    O disco tem ainda as participações dos artistas angolanos Matias Damásio, Konde, Karina Santos, Sara Dem, JD, Camilo Júnior, Dalú Roger, Pedrito, Alex Samba, Beeks, os cabo-verdianos Roger e Philip Monteiro, o são-tomense Juka, os dominicanos Roger Zayas e Kico Rizek, e os antilhanos Frederick Caracas, Guy Sangue, Stephany Castri, Fred Valdêz, Guilou, Guy Jaquet, Pierre Doumergue e Mário Chicoti.

    O álbum foi gravado nos estúdios Kebra Galho e Letras e Sons, em Luanda, TD, em França, Hybrid, na República Dominicana, e Ozone, no Senegal. “Critiqué Moin” é o quarto trabalho discográfico conjunto de Caló Pascoal, depois do primeiro volume lançado em 2010, e dos projectos “Eu e Elas” (2007) e “O Santo desconfia” (2012).

    O artista começou a carreira como Dj há mais de 15 anos. Hoje tem no mercado os CD a solo “Fé” (2003), “Santa Mariazinha” (2005), e “Esperança Sagrada” (2009). É um dos mais solicitados produtores de semba e kizomba do país. Produziu ainda os temas “Fofucho” e “Kakixaka”, que consagraram Bangão vencedor do Top Rádio Luanda, em 2003, e Artista Mais Querido, em 2005, respectivamente.

     

     

    Share this
    Tags

    A Bombar

    4ª edição dos “Prémios Tigra Nova Garra” reconhece 28 profissionais em diferentes áreas de actuação

    Os Prémios “Tigra Nova Garra” já fazem parte da agenda dos grandes eventos anuais que reconhecem talento, criatividade, esforço e compromisso social dos jovens...

    “Delero King cobra Taxa de 1 Milhão de Kz por Participação Musical”

    Na terça-feira, (23), teve lugar em Luanda a conferência de imprensa para anunciar os vencedores da 4ª edição dos “Prémios Tigra Nova Garra”, uma...

    Miguel Neto declara que denominação “música folclórica” é pejorativa para Angola e defende o termo “tradicional”

    O jornalista angolano Miguel Neto declarou, nesta Segunda-feira (22), durante a rubrica "Momento Cultural" do programa A Tarde é Nossa da TV Zimbo, que...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto