- Publicidade -

More

    “Conexões” abre as portas do seu táxi à Ana Clara Marques

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    No ‘Candongueiro’ deste sábado 20 de Setembro, Quim Fasano abre as portas do seu “táxi” para uma conversa descontraída com a bailarina e coreógrafa Ana Clara Guerra Marques. O apresentador aproveita para aprender mais sobre a dança e as suas diferentes manifestações. “Dança é uma disciplina artística, uma forma de comunicação que tem o movimento como base” explica a coreógrafa. Além de comentar sobre o campo artístico angolano, Ana Clara conta um pouco do processo de criação e o diálogo estabelecido entre as suas coreografias e as artes cénicas.

    Ainda em Luanda, o tema de conversa é o desporto. O professor brasileiro de jiu-jitsu Rogério Caetano revela o potencial do angolano para a prática desta modalidade. Rogério dissemina a prática entre crianças, homens e mulheres, além, é claro, para os competidores. Um deles é Valter Lobão, primeiro angolano campeão do mundo da modalidade. “Jiu-jtsu é uma escola da vida.Graças a este desporto e a Deus que eu sou um campeão na vida, em tudo que faço!”, enaltece Valter, orgulhoso por fazer parte do projecto.

     

    PGM20_BLOCO02_FRAME.jpg

     

    Também neste sábado o ‘Conexões’ visita o Museu Afro Brasil, na região do Ibirapuera, em São Paulo. A apresentadora Heloísa Jorge conhece o rico acervo do local, com mais de 6 mil obras entre pinturas, esculturas, gravuras e fotografias. Inaugurada em 2004, a instituição contribui para a formação e manutenção do património histórico-cultural do povo afro-brasileiro. Fundador e curador do local, o artista plástico Emanoel Araújo esclarece que o espaço é mais que um Museu destinado a reunir tudo que se refere à cultura negra, é um local para encontros entre o Brasil e o Continente Africanos nas suas diversas vertentes artísticas. “Esse Museu trata do Continente Afrcano e do Brasil. Da união dessas duas idéias, pretendemos trazer uma nova perspectiva de conhecimento, não só do Brasil como do Continente Africano”.

     

    PGM20_BLOCO01_FRAME.jpg

     

    Para terminar o programa, a apresentadora Jaqueline Saluvo viaja até a cidade de Salvador, e confere de perto o trabalho da orquestra Afro Sinfónica, grupo instrumental cuja inspiração vem da musicalidade africana, mas que adiciona aos acordes uma pitada especial do estilo clássico. O Maestro Ubiratan Marques explica como surgiu o conjunto e a sua composição pluralista. “A Bahia carrega inúmeras influências e eu sinto o mesmo com a Afro Sinfónica. Quando a orquestra nasce, ela nasce também com esse olhar.”

     

    O “Conexões” é exibido aos sábados às 19:20 horas e repetido aos domingos às 10:55 horas.

     

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Shopping fortaleza incentiva as crianças a adoptarem práticas sustentáveis

    Com o objectivo de educar e entreter as crianças neste mês especial, o Shopping Fortaleza disponibilizou gratuitamente uma série de actividades que promovem valores...

    Passing Toloba pede ao Presidente da República que institua o Dia Nacional do Kuduro em Angola: “Por favor”

    Por: Sara Rodrigues Através dos microfones do PLATINALINE, o controverso kudurista Passing Toloba apelou ao Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, para instituir uma...

    Eduardo Paim “chora” após singela homenagem de Calado Show

    Por: Helder Lourenço O consagrado Rei da Kizomba, Eduardo Paim, emocionou-se ao ser homenageado num evento intimista em Luanda pelo humorista Calado Show. Com palavras...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto