Numa altura em que os serviços sociais e as actividades de lazer e recreio vão-se abrindo paulatinamente, em todo o país, com particular incidência para Luanda, os banhos em prais e piscinas continuam proibidos, à luz das medidas de prevenção e combate à covid-19, em vigor desde Março, apesar do aligeirar a partir de sexta-feira (dia 9).

Enquanto isso, por força do prolongamento da Situação de Calamidade Pública, que Angola vive desde o dia 26 de Maio, antecedido pelo Estado de Emergência (de 27 de Março a 25 de Maio), os “Ginásios Abertos” rebrem no dia 17 deste mês. Os “Fechados” continuarão fora de serviço até o fim deste novo ciclo (dia 7 de Novembro).

A par destes exercícios físicos ao ar livre, as competições desportivas federadas, a nível nacional, retomam também a partir do dia 17 deste mês de Outubro, de forma gradual e não abrangente, de acordo com o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, hoje, em Luanda.

Assim, na fase inicial, conforme estratificou (hoje) o governante em conferência de imprensa, retornam as modalidades de “risco baixo” de contágio, e, gradativamente, as de “risco médio” e de “risco alto”, conforme deliberação do Ministério da Juventude e Desporto, que definirá as prioritárias por categorias.