- Publicidade -

More

    Dia Internacional do Jazz conta este ano com o apoio do Jim Beam

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    O Dia Internacional do Jazz no dia 30 de Abril, comemora-se este ano com um concerto organizado por Jerónimo Belo, às 20h30m, na sala Angola do Hotel Epic Sana Luanda.

    Em Novembro de 2011, a UNESCO designou oficialmente o dia 30 de Abril como o dia Internacional do Jazz. Este dia pretende ser um agregador de comunidades, escolas, artistas e músicos que celebram, por todo o mundo, o jazz, as suas origens, o seu futuro e o seu impacto na sociedade. Angola vai juntar-se, mais uma vez, às celebrações, contando para tal com o apoio do Bourbon nº 1 do mundo, o Jim Beam Whisky. Nos últimos anos, a Jim Beam tem apoiado uma série de eventos ligados ao mundo da música, inseridos na sua política de solidariedade social e ao próprio posicionamento da marca: “Nós construímos a nossa história, agora é a tua vez de escreveres a tua”. À marca também se têm vindo a associar grandes nomes do cinema internacional, como é o caso de Mila Kunis e do actor Leonardo DiCaprio, já várias vezes nomeado para um óscar da academia.

    Para celebrar a data, irá realizar-se em Luanda um concerto que contará com a presença de Irina Vasconcelos, uma das vozes mais reconhecidas do rock, jazz e soul do país. Irina Vasconcelos vai ser acompanhada neste espectáculo pelos cubanos Enrique Cupull (violoncelo) e Adónis (saxofone), e por Yasmane Santos (percussionista). A representar a banda “AtéJazz” estará Tenrinho Mumbanda (teclados), N’Sheriff (baixo eléctrico), Illia Kushner (saxofonista), NaNá Vieira Dias (bateria e percussão) e a jovem cantora Diana de Brito.

    A iniciativa é da responsabilidade de Jerónimo Belo, crítico e um incansável divulgador e estudioso do Jazz em Angola, que afirma ter chegado ao Jazz pela via poética, pela política e não pela música. O Jazz acompanha-o desde sempre e por ele tem pugnado em nome da sua dignificação e reconhecimento em Angola. Para ele, o Jazz é a arte que melhor expressou o génio musical do século XX e aquela que tem vindo a sofrer uma constante evolução, o que lhe permite ser uma obra aberta com ligações a todas as artes. Tendo sido já homenageado pelo seu notável e imenso contributo à divulgação do jazz em Angola, Jerónimo Belo volta, mais uma vez, a integrar Luanda na celebração mundial deste dia do Jazz, que, este ano, tem o seu expoente máximo em Paris, cidade anfitriã oficial do evento.

    Como diz, lapidarmente, Jerónimo Belo, a propósito do movimento jazz em Angola: “Já fomos menos, já fomos mais, já fomos outra vez menos, já somos outra vez mais”.

    Ir jazzeando por aí é o que, de facto, importa! Bilhetes para o concerto à venda no Bazar Sedução da Rádio LAC e no Hotel Epic Sana Luanda.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Heavy C diz não ouve artistas da nova geração e ressalta que há muita mesmice

    Por: Vanilson Gourgel  Considerado por muitos como um dos melhores produtores musical de Angola, Heavy C, disse que não ouve as músicas feitas pela nova...

    Conheça o futebolista com cabelo mais longo do mundo

    Por: Helder Lourenço O avançado da selecção de Anguilla, Aedan Scipio, que pertence à CONCACAF, tornou-se viral no último fim-de-semana, durante a data FIFA, visando...

    “Todas as minhas despesas são pagas por conta do digital”, afirma Liliano Pedro

    Por: Liliana Victor  Pesembora muitos criadores de conteúdo, afirmarem que em Angola é quase inviável viver exclusivamente do digital, Liliano Pedro contrariou tal ideia, dizendo...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto