Elon Musk oferece US$ 43 bilhões para comprar 100% do Twitter

0
67

O bilionário Elon Musk, dono da Tesla e SpaceX, formalizou na quarta-feira, 13, o desejo de tomar controle do Twitter e comprar integralmente a empresa, a US$ 54,20 por ação ou a US$ 43 bilhões no total. Os documentos foram protocolados nesta quinta à autoridade de regulamentação de capitais dos Estados Unidos (a SEC), equivalente à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no Brasil.

Em carta enviada ao presidente do conselho da plataforma, Bret Taylor, Elon Musk escreve que o Twitter tem um “potencial extraordinário” a se destravar. Apesar disso, em crítica à atual gestão da companhia, o bilionário afirmou que a empresa “não irá ter sucesso nem servir ao imperativo da sociedade em sua forma atual”.

Outro ponto na carta é o desejo em tirar o Twitter do mercado aberto de capitais, tornando-se empresa fechada. “O Twitter precisa ser transformado em uma companhia privada”, acrescentou. A abertura de capital do Twitter ocorreu em 2013.

“Esta é a minha oferta final e, se não for aceita, devo reconsiderar minha posição como acionista”, escreveu Musk em texto. “Isso não é uma ameaça. Apenas não seria um bom investimento sem as mudanças que precisam ser feitas.”

Após a revelação da carta, as ações do Twitter antes da abertura da Bolsa subiam a mais de 10% por volta das 8 horas do horário de Brasília.

Em nota a investidores, o analista Dan Ives, da consultoria americana WedBush, acrescenta que se trata de uma proposta irrecusável para o conselho do Twitter e que, agora, a “novela” deve terminar, escreveu. “O conselho será forçado a aceitar esta proposta ou correr para iniciar um processo de venda do Twitter”, diz. “Vamos pegar nossa pipoca, já que deve haver muitas mudanças de eventos nas próximas semanas, conforme Twitter e Musk caminhem para o casamento.”

No início deste mês, o homem mais rico do mundo, com patrimônio superior a US$ 260 bilhões, havia comprado quase 10% das ações da plataforma de rede social, em movimento que surpreendeu o mercado de tecnologia do mundo.

Ao longo desta semana, após ser apontado para o conselho da companhia e ouvir críticas de funcionários da gigante da tecnologia, o bilionário desistiu do cargo.

Antes disso, Elon Musk havia feito críticas à rede social, em especial às políticas de moderação de conteúdo da plataforma.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments