- Publicidade -

More

    Forbes cita Coréon Dú como um dos jovens que está a recriar a imagem de África

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Segundo a revista forbes , no seu mais recente artigo publicado  Coréon Dú está entre os 15 jovens africanos com menos de 35 anos que estão a criar uma nova imagem para o continente. De acordo com a conceituada forbes esses jovens   começam  a colocar África na agenda dos média sem falar de guerras civis, pobreza, corrupção e refugiados.

    O continente africano mostra vários “talentos com menos de 35 anos, cuja criatividade chega a uma audiência que vai além das fronteiras dos seus respectivos países. O que têm em comum é a atenção positiva que cada um consegue para si próprio através das artes plásticas, música, moda ou entretenimento. Fazem parte de um novo movimento que está a recriar a imagem de África”, explica o texto intitulado “The 15 Young African Creatives Rebranding Africa”.

    Coréon Dú faz parte deste grupo, segundo a Forbes. “Um cantor de sucesso, agente de moda, fundador de uma editora discográfica, designer, organizador de eventos e produtor de televisão. O criativo angolano é um homem que usa muitos chapéus. José Eduardo Paulino dos Santos é filho do presidente angolano, no entanto, conseguiu sair da sombra do pai fazendo o seu nome noutras plataformas”.

    O músico de 30 anos é director executivo da Da Banda Model Agency e membro da organização da Elite Model Look Angola, Cabo Verde, Moçambique e África do Sul. Nestas agências foi um dos responsáveis pela descoberta das top models Maria Borges, Alécia Morais, e, mais recentemente, Amilna Estevão. Como produtor de telenovela teve mais sucesso com “Windeck”, que foi nomeada aos Emmy em 2013.

    A lista da Forbes inclui ainda o modelo luso-guineense Armando Cabral, de 31 anos, que este mês já tinha sido considerado um dos 31 melhores modelos masculinos do mundo pela revista Details.

    “É a estrela da última campanha de Outono/Inverno da Balmain, ao lado do seu irmão Fernando […] Mas ser alto, negro e bonito não é tudo sobre o modelo da Guiné Bissau. Quando não está em frente às câmaras, está ocupado a desenvolver a sua marca de sapatos Armando Cabral, fundada em 2008.  

    Cabral foi distinguido como o Modelo do Ano 2013 pela revista portuguesa GQ, além disso realizou editoriais para a Antidote, Out Magazine, Esquire, Interview, GQ e chegou a trabalhar exclusivamente para a Dior e Calvin Klein. 

     

    Forbes/RedeAngola

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Evento com Leandro Karnal em Angola Tem Procura de Ingressos Recorde

    A febre pelo conhecimento e desenvolvimento pessoal dispertou muito interesse dos angolanos> ! O evento CONNECT, que traz o renomado historiador, escritor e professor...

    Pedro Gonçalves chega à marca dos 50 jogos com Palancas Negras

    Por: Helder Lourenço O seleccionador Pedro Gonçalves atingiu a marca dos 50 jogos como timoneiro da selecção nacional de Angola e descreve este marco como...

    Sérgio Moikano revela motivos que o levaram a sair do grupo “Deixaram-me no Zango 8 mil, saí de lá de candongueiro às 3h, só...

    Durante uma entrevista feita, recentemente, no programa 'A Tarde é Nossa', da Tv Zimbo, o kudurista angolano Sérgio Moikano revelou verdadeiramente os motivos que...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto