- Publicidade -

More

    I Love Rio declara ter cumprido com os pagamentos de Ivo Meirelles e outros músicos

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

     

    A organização do projecto I Love Rio nega em comunicado  incumprimento dos contractos firmados entre os músicos envolvidos no projecto e a organização , conforme fez saber em entrevista  Ivo Meirelles.

    Em função dos drásticos acontecimentos, vimos em nome da Coordenação Geral deste projecto, informar que o Projecto – I LOVE RIO,  está CANCELADO.

    A grande motivação desta decisão embasou-se nas últimas ocorrências e publicações na media, onde o artista brasileiro e sua banda agridem verbal e ilustrativamente a figura de um dos colaboradores do projecto. O mesmo fez contacto com o artista pela proximidade que tinham e a possível viabilidade em tê-lo presente, também pela sua proximidade com a classe artística que juntamente com ele poderiam assim materializar um produto de sucesso.
    Sob nossa anuência o acordo foi feito e a partir daí as tratativas começaram a ser feitas.
    O projecto tinha a previsão de estréia para o dia 15/11, mas por razões logísticas e dificuldades para aquisição e  transferência de dívisas, mudou-se para o dia 22/11. O músico em questão seria a cara de cartaz e semanalmente teria um convidado que, por ventura neste dia o mesmo apresentou-se, mas apesar de poucos terem-se apercebido o músico principal não embarcou, embarcando somente a sua banda e o convidado. A quem agradecemos pela responsabilidade e pela bela apresentação que proporcionou a todos os presentes. Traduzindo então a boa impressão que se deixou à estréia.


    O músico de cartaz, alegou ter tido um problema de saúde pelo qual fora orientado pelo médico a não viajar nas próximas 48hrs. Ou seja, falharia no evento do dia 22/11, pois o seu voo seria no dia 17/11 e o próximo aos 22/11, chegando no dia seguinte.


    Para nosso espanto tivemos a informação que o mesmo músico se apresentou com outra banda em Búzios/Rio de Janeiro. E nos deixou extremamente desconfortáveis com a situação, pois ética e profissionalmente fomos gravemente penalizados.


    À chegada do músico de cartaz aos 25/11 e partida do músico convidado, buscamos então uma forma de consertar a data que havia sido descumprida, mas infelizmente a partir deste momento, associado à falta de credibilidade gerada perante os apoiadores, sofremos com o declínio de alguns parceiros e consequentemente tivemos dificuldades para seguir com o projecto e suas despesas pontuais/diárias.


    No dia 29/11, depois de várias tentativas a Coordenação do projecto, decide cancelar o evento que seria realizado nesta data, o primeiro com o músico de cartaz, em função do mau relacionamento instalado entre às partes.

    A partir daí perdeu-se o controle da situação e foi um mal após o outro. Até que os músicos resolveram retornar ao Brasil (com passagens aéreas previamente pagas pela Organização).

    Quanto as principais reclamações da outra parte:
    1. O pagamento do cachê do musico de cartaz e sua banda seria feito em Angola, ultimamente acordado. Entretanto, perante as mudanças de datas e ausências, não se chegou a um acordo.
    1.1. O músico convidado foi pago pela apresentação feita. Entretanto resta um compromisso extra-projecto para ser liquidado pelo “segundo” contratante.

    2. Realmente houveram problemas para liquidar as despesas com a unidade hoteleira que os albergou, isso assume-se. Mas somente nos últimos dois dias observaram-se dificuldades. Mas a organização esteve, inclusive no último dia (sabendo-se depois de partirem), a disponibilizar refeições para os músicos.
    Todavia não se pode deixar de reconhecer o importante suporte de alguns amigos dos artistas.

    3. Quanto aos vistos, estes foram de Curta Duração, e deveriam ter sido renovados conforme determinação. Por nossa falha não o fizemos atempadamente e incorreram as multas.
    Este valor já foi levantado e será pago pela Organização junto ao órgão competente.

    4. Lamentamos a postura agressiva e difamatória adotada pelo músico de cartaz para com um dos colaboradores do projecto.


    Ressalta-se que em meio a toda esta odisseia, ainda elaboramos uma proposta de reparação de danos e continuidade do projecto, devidamente rejeitadas pela outra parte.

    Por fim, a Coordenação do Projecto – I LOVE RIO, lamenta os acontecimentos e o desfecho do mesmo. Pede as mais sinceras desculpas a todos músicos, colaboradores, prestadores de serviço, parceiros e público em geral.

    Os utentes de ingressos para o que seria o último evento, serão contactados, para o reembolso.

    Atenciosamente,
    I LOVE RIO

    Share this
    Tags

    A Bombar

    OKT INVESTIMENTOS celebra 6 anos de existência no mercado nacional com festa glamorousa

    A empresa de prestação de serviço OKT INVESTIMENTOS celebrou, neste Sábado (25), em Luanda, no Restaurante Yona’s Café, o seu sexto aniversário com parceiros,...

    Paulo Flores e Boy G Mendes abrilhantaram o Dia de África

    Três mil pessoas lotaram o CCB para verem actuar astros da música angolana e cabo-verdiana, juntos pela primeira vez Paulo Flores, uma das principais referências...

    Ary e Yuri da Cunha: Rumores de um Romance no Showbiz Nacional Ganham Força!”

    Por: Liliana Victor Nos últimos dias, tem sido tema de debate nas redes sociais e além delas, a possibilidade de um vínculo amoroso entre Ary...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto