- Publicidade -

More

    Jovens do Prenda recordam músicas de décadas recentes

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    O agrupamento Jovens do Prenda proporcionou no domingo (dia 7), no Centro Cultural e Recreativo Kilamba, aos seus fãs um “regresso” aos anos de 1970 e 1980, décadas em que era uma das principais referências da música popular angolana.

    Os Jovens do Prenda mostraram o seu talento, durante a edição de Abril do “Musongué da tradição”.

    Com um guião seleccionado criteriosamente em função da enorme legião que tem na capital angolana, o grupo, que se apresentou em palco na sua essência, tendo em Dom Caetano, Augusto Chacaia e Chico Montenegro as principais vozes, puxou dos galões e rebuscou no baú de recordações as suas grandes notas artísticas, mostrando aos presentes que continua vivo e com muita perna para as grandes pedaladas no mercado musical angolano.

    Dono de um rico reportório, o grupo tratou de deixar em palco, para a satisfação dos fãs que não se fizeram de rogados , o que de melhor produziram ao longo dos anos de existência, com destaque para “Cooperante”, “Tete”, “Samba Samba”, “Kalunga”, entre outras canções que marcaram e continuam a marcar a vida do agrupamento.

    Mesmo tendo na sombra o jovem Puto Português, com o seu “Ze Bedé”, António Paulino com o seu “Ponta pé”, “Gienda ya mama”, “Joana”, “Balabina”, e Suzanito, que interpretou “Belina”, “Ngongo, duas referências de Artur Nunes, “Os Jovitos” ou as “Velhas Glorias” do Prenda, como também são conhecidos, abalaram, pois a subida em palco destes nomes serviu como tónico para mostrarem que o dia e a jornada estavam reservados especialmente para o agrupamento.

    jovensdoprenda

    Em pouco mais de cinco horas de actividade, Os “Jovitos” obrigaram os fãs a permanecerem no local até ao fim, fruto da qualidade e da riqueza do cardápio artístico selecionado para o evento.

    Satisfeitos com o produto disponível, os fãs deixaram-se levar para um passado glorioso da música angolana, do tempo das farras nos quintais e nos centros recreativos.

    O “Musongué da Tradição” é um programa que teve o seu início em Fevereiro de 2007 e visa a promoção, divulgação e valorização da música angolana produzida nos anos 60, 70 e 80. O agrupamento Jovens do Prenda e os artistas Zecax, Dom Caetano e Proletário foram os primeiros convidados.

    O programa acontece mensalmente no primeiro domingo de cada mês e faz parte da grelha de programas do Centro Recreativo e Cultural Kilamba, antigo Maria das Escrequenhas, que tem ainda “Farrar ao Antigamente” e “Show à Sexta-Feira”.

    Reinaugurado em Dezembro de 2001, pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, depois de longos anos voltado ao abandono, o Kilamba se tem dedicado nos últimos anos a promoção e a valorização da música angolana dos anos 1950, 60 e 70.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Primeira loja da marca oficial Cavalinho inaugurada em Luanda

    A marca “Cavalinho” inaugurou, nesta Quinta-feira (11), em Luanda, no Distrito Urbano do Benfica, a sua primeira loja de acessórios de moda e artigos...

    Presidente João Lourenço e Ana Dias irradiam simpatia na 10ª edição dos Prémios SIRIUS

    O Presidente João Lourenço e a Primeira Dama, Ana Dias, foram os destaques da noite durante a gala da 10ª edição dos Prémios SIRIUS....

    Reverendo angolano Paulo de Carvalho recebe certificado de Mérito pela Universidade de Oxford

    Por: Sara Rodrigues Mais um angolano a elevar o nome de Angola e a ganhar destaque lá fora. Trata-se de Paulo de Carvalho da Conceição,...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto