A SISTEC, que celebra quase 30 anos de presença forte em Angola, juntou-se ao Kolectivo Baúka, para materializar o seu novo claim “Sistec, há muito que nos liga!” em arte urbana.

O Kolectivo Baúka agarra no tema e reflecte, num mural junto à Sistec do Maculusso, sobre tudo o que a tecnologia tem de bom e a forma como marca fortemente a evolução da humanidade.

Um homem altamente tecnológico, vendado pela realidade virtual, e uma mulher que emerge também da densa tecnologia que a rodeia, mas que ainda consegue ver o amor entre ambos, não obstante a obstrução visual que assoberbou completamente o homem. “É uma homenagem à evolução conquistada, mas simultaneamente um alerta, para que saibamos valorizar o que a tecnologia nos pode oferecer sem nos deixarmos toldar, pois o amor ainda é a essência que une tudo e que permite ao mundo continuar” disse-nos o Kolectivo Baúka (Rómulo de Santa Rita e Marcus Poste).

Na construção deste mural foi usada uma técnica mista, em que se reciclou papel de antigos folhetos da empresa, notícias de imprensa e outros retalhos repletos de mensagens relevantes. Foi também usada tinta plástica e spray, sempre alinhadas com as cores da marca.