- Publicidade -

Visit arnan.me
More

    Mr. Wonder um "Talento Angolano"

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    É preciso talento, esforço e muita força de vontade para entrar na corrida pela obtenção de reconhecimento, mas é acima de tudo a perseverança que distingue artistas como Bráulio Éfrem C. da Silva (a.k.a Mr. Wonder) de artistas que passam a maior parte do tempo tentando convencer as massas que são “hustlers”. – Mr. Wonder pretende deixar que o trabalho fale por si.

     

     


    Bráulio Éfrem nasceu em Angola na província de Luanda num dia 01 de Junho, desde terna idade começou a demonstrar o seu interesse por música, mas foi na década de 90 que a queda para,este lado começou a ser mais forte, na rua das Beiras “Terra nova” os amigos e conhecidos começaram a tratá-lo por “G” e não tardou começaram a chama- lo por BG que é a junção da primeira letra do seu nome e na época um “G” era um tipo porreiro (como se diz na gíria popular), um autêntico rapper, designação que adoptou até aos dias de hoje.

     

     


    Por influência dos seus tios mais velhos começou a interessar-se por 2pac, Fugees e outros artistas culturalmente intervencionistas da transição dos anos noventa para o novo milénio, na vertente da língua portuguesa quando conheceu “BOSSAC” apaixonou-se totalmente pelo estilo aumentando a curiosidade acerca do meio e do movimento. Em meados de 1999 que começou a dar os primeiros passos, começando fazendo freestyles com amigos e chegaram a formar um grupo, os “BMCJ”, que gravavam vozes por cima de instrumentais de raps americanos, gravados a posterior em K7 para uso doméstico nos meios urbanos que frequentavam. A prática durou por alguns anos até a completa dissolução do grupo fruto de divergências próprias da transição do espírito juvenil da puberdade à adolescência.

     

     


    Na companhia de um primo formou o grupo “RBoys” em meados de 2002 Lil M (C.D.A) que mais tarde ganhou um terceiro membro Rajiboy (hoje na Alameda City Music). Juntos gravaram algumas músicas, sem contudo ter saído alguma gravação profissional para os ouvidos do público em geral, mas tiveram o privilégio de ainda ter um coro da Saudosa NHA L15ANDRA(que Deus aTenha) na música “Vamos Tchilar” sob a direcção de Boy De (hoje na Elite Music) e V.A.Z(hoje U.G.P)na produtora “MotherSchool”.

    O grupo voltou a dois elementos com a saída de Rajiboy em 2005, Ainda permaneceram na corrida pelas gravações, até que conseguiram o apoio de Ngouabi Silva (tio “só podia” lOl), mas devido as distâncias entre os integrantes e os choques nas agendas os projectos estão em Stand By.

     

    net_684x82

    Durante esse tempo BG nunca parou o seu interesse pela cultura hip hop e como também eranet Maníaco conheceu  Marcos Pinto (Mallaryah) no Mirc, de quem se tornara grande amigo virtual e juntos abriram um canal. Apenas 1 ano e  meio depois viram que tinham interesses em comum na música, Marco já produzia e falou da sua Produtora BDF é convidou Mr. Wonder e na altura tudo ficou apenas pela conversa. Conheceram-se pessoalmente quando Mr. Wonder foi a casa de Mallaryah pegar uns animes (animação televisiva oriunda do Japão) e a partir daí Surgiu o convite para participar na “mixtape” que ela estava a preparar com alguns artistas amigos (Sinatra MGC, Enciclopédia, etc.).

     


    Na altura dessas gravações (da mix que por azar não saiu) as relações entre os artistas estreitaram-se e daí nasceu uma  irmandade acima de tudo com FiII, MGC e Sinatra. Quando o mercado e as intenções dos artistas começaram a ficar sérias decidiram abrir uma “Label” cujo objectivo era fazer música, evoluir e enriquecer o campo da música nacional e num futuro internacionalmente alimentando os ouvidos dos amantes de música pelo mundo inteiro com um RAPcom aquele gindungo angolano.

     


    Assim deu-se prosseguimento com a WonderBoyz Entertainment, onde havia os Black Boys, MGC, BG (Mr. Wonder) e Sinatra.

    A Wonderboyz Production surge em prol dessa odisseia com um experiente designer engenheiro informático e editor de vídeo a organizar e a dar consistência à Label Cidélio BUZA.· 

     

     


    É nesta senda que Mr. Wonder é um produto da Produtora lapidado da Wonderboyz e aparece no mercado com o intuito de deixar a sua marca artística com um contributo incondicional e repleto de obras coerentes e profundas na vertente musical, mais propriamente dita num RAP/RnBcada vez mais sofrível no mercado angolano.


      
     

    Share this
    Tags

    A Bombar

    TAAG põe fim a acordo com Hi-Fly e volta a assegurar na totalidade voos Luanda-Lisboa

    No seguimento do plano de manutenção e recuperação da frota e, no sentido de responder melhor às necessidades do mercado e a estratégia de...

    Hildebrando de Melo na 15º Bienal de Havana em Cuba

    A 15ª Bienal de Havana, que ocorrerá de 15 de novembro de 2024 a 28 de fevereiro de 2025, contará com a presença do...

    Florêncio Handanga homenageia legado musical do pai com lançamento de “Ya papa”

    Florêncio Handanga, filho do saudoso músico Justino Handanga, irá lançar uma nova música intitulada “Ya papa” no próximo dia 18 de Maio, como uma...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto