Revisão: Canga Tomás

NGA e os seus colegas escolheram o dia 25 de Abril para assinalar o hipotético funeral do Projecto X, grupo formado por Vui Vui, Sandocan, Man Killa e Mó Kadaff. Na faixa “Urna”, NGA resolveu abrir o verbo e disparou versos quentes para todos os membros do Projecto X, mas reservou grande parte das suas barras para o líder e porta-voz do Projecto, Vui Vui.

Nas suas rimas, o King faz uma retrospectiva da sua vida, do momento actual e do seu futuro no Rap, começando por dizer que viu o domínio, declínio e afirmou ainda fazer parte do extermínio dos grupos formados pelos membros do Projecto X. Noutro verso, NGA brinca com o facto de os membros do Projecto X referenciarem nas suas rimas que têm capacidade financeira, porém indaga-se como ainda vivem de patrocínios.

Noutra linha, o Rei do FS continua e aborda um verso de Vui Vui que dizia que fez o pai do Rap virar padrasto (verso justificado pelo facto de na altura do lançamento da música Vui Vui era o namorado de Karina Barbosa, ex-namorada de Big Nelo) sobre isso, NGA disparou: “como é que saíste a falar mal do padrasto para virar empregado”  (pelo facto de o Projecto X ser agenciado pela B26 de Big Nelo).

E para concluir NGA, ainda deu uma lição de Geografia a Ivo: “…Angola não tem 24 províncias, analfabeto. Não admira que tenhas batido na rocha, na televisão, na rádio e até nos livros. Eu conheço alguns MCs que podias chamar neste grupinho, que para mim é uma orgia de lésbicas, concluiu NGA

A Faixa “Urna” é composta por versos de Prodígio, Dezzy e Monsta e pode ser encontrada no EP “Caveira”. O álbum comporta 8 faixas, todas acompanhadas de videoclipes, e teve produções de Ghetto Ace, T. Box, Anilson, Dekkapa on Track, Algo Desconhecido, Superstar e Blasian Beats. DJ LiuOne é o anfitrião e a arte gráfica é da autoria de Erik Fundões. Desta vez o grupo optou por não ter participações e fez uma exclusividade, Força Suprema e Dope Boyz. O tratamento visual das músicas esteve a cargo da Digital Motion e de Wil Soldiers.