- Publicidade -
Início* MulherNova Novela da Globo: O amor através das palavras da autora Elizabeth...

Nova Novela da Globo: O amor através das palavras da autora Elizabeth Jhin

- Publicidade -

 

A  nova  novela das 20 horas  da TV Globo Internacional. ‘Amor Eterno Amor’ entrou na grelha do canal no dia 06 de março, substituindo ‘A Vida da Gente’. conversamos com autora da novela e ela contou um poucos sobre o seu processo de criação da novela e do que vem por ai. 

 

O amor através das palavras da autora Elizabeth Jhin 

 

Formada em Teatro pela Uni-Rio, Elizabeth Jhin foi aluna da primeira Oficina de Roteiros da TV Globo, a convite de Flávio de Campos, seu professor de História do Teatro e Dramaturgia na faculdade. Após uma trajetória de 15 anos como colaboradora de grandes autores, foi co-autora de ‘Começar de Novo’, em 2004, ao lado de Antônio Calmon, e escreveu sua primeira novela, ‘Eterna Magia’, sob a supervisão de Silvio de Abreu, em 2007. Em 2010, fez sua estreia como autora principal em ‘Escrito Nas Estrelas’. Agora, esta mineira de Belo Horizonte de jeito simples e fala mansa, mãe de dois filhos, vive uma nova estreia, com ‘Amor Eterno Amor’.

Como surgiu a ideia da novela?

Elizabeth Jhin: Li sobre crianças que ficaram anos desaparecidas e pensei no sentimento e na angústia dessas mães. Acho que o pior do que o desaparecimento é não saber o que aconteceu. Comecei a imaginar se por acaso o filho de alguma dessas mães estivesse em algum lugar sem referência, sem o mundo da comunicação por perto, sem saber que alguém o procura.

De que maneira você pretende abordar a espiritualidade na trama?

Elizabeth Jhin: Procuro colocar nas minhas novelas um tipo de espiritualidade alegre, solar e luminosa. Acredito que em ‘Amor Eterno Amor’, a mensagem que fica é a da esperança que a vida continua.

 

 

Qual foi sua inspiração para criar os personagens da trama?

Elizabeth Jhin: Minhas maiores inspirações vêm da imaginação, da leitura e do ambiente ao meu redor. Por exemplo, na construção do Carlos/Rodrigo (Gabriel Braga Nunes), eu tinha acabado de assistir a um filme e aquele tipo de homem rude, que gosta de falar a verdade, mora longe de tudo e depois sofre um choque ao vir para a cidade grande e fiquei inspirada

Vai haver uma passagem de tempo?

Elizabeth Jhin: A novela vai mostrar o Rodrigo (Gabriel Braga Nunes) com nove anos e hoje em dia, trinta anos depois, na Ilha de Marajó. Temos duas grandes viradas: a primeira quando ele se muda para o Rio de Janeiro e a outra quando ele reencontra Elisa (Mayana Neiva).

É a primeira vez que Ilha de Marajó será cenário para uma novela. Como foi a escolha para a gravação?

Elizabeth Jhin: É a primeira novela a ser filmada na Ilha de Marajó. É uma homenagem à minha mãe que era de Belém e sempre falava muito daquela região. Procuramos um lugar no Pará que fosse bem rústico, sem energia eléctrica, muito isolado do mundo e chegamos a Marajó. Quando vi o lugar decidi que era ali. É também uma maneira de levar as pessoas a conhecerem uma parte do país pouco explorada.

Na novela, serão retratadas crianças com dons especiais. Como você mostrará isso?

Elizabeth Jhin: Clara (Klara Castanho) e Rodrigo (Gabriel Braga Nunes) são crianças com dons especiais, que transmitem uma energia de mudança, transformação e renovação. Elas vão simbolizar uma busca de renovação de valores. Várias crianças e jovens na novela terão essa energia.

Os vilões são parte importante da história. Muitas vezes temos o anti-herói, que é diferente do vilão. Nessa novela teremos um vilão?

Elizabeth Jhin: Teremos muitos vilões. A Melissa (Cassia Kis Magro), o Dimas (Luis Melo), o Fernando (Carmo Dalla Vecchia) e o Virgílio (Osmar Prado). Eles vão ser a engrenagem do mal que movimentará a novela. A Melissa é puramente má, mas tem uma ligação forte com o marido Dimas (Luis Melo), ambos têm a maldade aflorada. O Fernando é um vilão que age por amor, pela obsessão que sente por Miriam. O Virgílio não é a força que move, é só uma das peças.

Miriam, Valéria e Elisa disputarão o amor do Carlos/Rodrigo. Como se dará esta história?

Elizabeth Jhin: Carlos (Gabriel Braga Nunes) deixa claro desde o começo que Valéria (Andréia Horta) não é um relacionamento sério. Para ele, Elisa é a esperança de um amor de vida inteira e a Miriam é um sentimento novo, inexplicável que muda seu destino.

- Publicidade -spot_img
Mais recentes
Artigos relacionados
- Publicidade -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments