- Publicidade -

More

    “O Grande Kilapi”, do Angolano Zézé Gamboa rumo ao Festival de Cinema de Toronto.

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    O Festival Internacional de Cinema de Toronto, que começa no dia 6 de setembro, vai contar com uma pré-estreia de filme dirigido por um Angolano . Trata-se do filme “O Grande Kilapi”, do diretor Zezé Gamboa, que conta a história de Joãozinho, um bom malandro angolano, que burlou o Estado português durante o período colonial.

    O protagonista, no caso, é interpretado por Lázaro Ramos, que divide a cena com Hermilia Guedes, Buda Lira, Adriana Rabello, António Pitanga e Maria Ceiça.

    De acordo com o site Brasileiro  Glamurama o ator Lázaro  recebeu  a notícia através de um SMS enviado por amigos, e ainda não sabe se irá ao evento por estar gravando “Lado a Lado”, próxima novela global das seis. O longa será exibido pela primeira vez no dia 7 no Cineplex Yonge & Dundas, mais precisamente às 15h15, horário de Toronto. Orgulho em verde e amarelo.

    JOÃOZINHO “KILAPI”

     Kilapi, é a história romanceada de “Joãozinho”, um respeitado funcionário das finanças, que enganou o Estado português durante a época colonial. O actor brasileiro Lázaro Ramos vai representar o “subversivo” Joãozinho, um negro que teve a “ousadia” de roubar o Estado português, “nas barbas” de muita gente. O terceiro oficial de finanças, que metia a “mão na massa”, transgrediu todos os códigos e levava um estilo de vida que se identificava com o da burguesia colonial. O verdadeiro protagonista da história romanceada para a tela morreu no ano passado. O filme, com argumento de Luís Carlos Patraquim e cerca de 2,8 milhões de euros (quatro milhões de dólares) de orçamento, será filmado no Brasil e nas cidades de Lisboa e Luanda.

    O mais O mais aclamado dos realizadores angolanos nasceu em Luanda, em casa, às 23:30 horas do dia 31 de Outubro de 1955. Aos 18 anos começou a trabalhar na Televisão Pública de Angola (TPA) e descobriu o prazer pela realização. “Comecei a trabalhar na Rádio Televisão Popular de Angola, em 1974.Durante seis anos realizei sozinho o telejornal”, afirma, orgulhoso.aclamado dos realizadores angolanos nasceu em Luanda, em casa, às 23:30 horas do dia 31 de Outubro de 1955. Aos 18 anos começou a trabalhar na Televisão Pública de Angola (TPA) e descobriu o prazer pela realização. “Comecei a trabalhar na Rádio Televisão Popular de Angola, em 1974.Durante seis anos realizei sozinho o telejornal”, afirma, orgulhoso. Em 1980, deixou Angola e foi para Paris trabalhar como técnico de som. “Fiz o som de muitos filmes”, lembra. A sua carreira cinematográfica começou com o filme Mompiopio e continua activa até aos dias de hoje.

     

     

     Cenas do filme 'O Grande Kilapy'

                                                                                                      Cenas do filme ‘O Grande Kilapi’

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Henrique Sungo e Filipe Anjos apresentam o seu novo projeto documental intitulado “Aspiracionalismo”.

    Depois de estrear na cidade de Londres, agora é a vez da cidade da Kianda receber a Santano Produções, uma produtora audiovisual do angolano...

    Fábio Hustle admite que namoraria com Malune e revela em Live que teve 14 ex-namoradas

    Por: Helder Lourenço Na noite desta quinta-feira (18), durante uma animada Live no TikTok com a participação de 3-Fine, Elisandra Elly e outros influenciadores, o...

    Conheça Legoo, única plataforma nacional de venda de ingressos que transfere dinheiro dos promotores em 24 horas

    Criar um evento e ver o seu rendimento nunca foi tão fácil, e por esta razão, a “Legoo”, plataforma angolana lançada hoje (18) no...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Visit arnan.me

    Mais como isto