Osvaldo Ferreira expõe na Galeria Banco Económico

0
160

Reunindo cerca de 20 obras inéditas produzidas ao longo do último ano por Osvaldo Ferreira, “Dissidência Extravagante: Construindo uma práxis local” propõe, através da representação na pintura, a eclosão de um novo estatuto para a imagem da contemporaneidade relacional que se encena no espaço urbano da capital angolana.

 

Por via de uma construção estética singular, pautada pelo uso exacerbado da cor, pela reinvenção dos padrões dos tecidos tradicionais africanos e pela desconstrução de estereótipos longamente mediatizados no campo da pintura, Osvaldo Ferreira evidencia nesta exposição os aspectos invisíveis de uma história social que se tece na vida quotidiana da cidade de Luanda.

 

Para Graça Rodrigues, curadora da THIS IS NOT A WHITE CUBE, galeria responsável pela organização e dinamização desta exposição, é “através de um continuado exercício de investigação, experimentação e questionamento, que o autor vai propondo e redefinindo localmente novos caminhos para a arte figurativa, com formas de representação e imagens que nos surpreendem pelas suas contraposições e contrastes e que, consequentemente, se integram no espaço de uma modernidade que desde há muito se vem encarregando de desconstruir as categorias estéticas tradicionais”.

 

Osvaldo Ferreira, galardoado com o Grande Prémio de pintura ENSA Arte deste ano, expõe uma obra que  – no desenho, na cor, na composição, no modelo heterodoxo de representação do feminino e na contínua reinvenção da construção do espaço cénico da pintura – se afirma pela liberdade de criação, propondo-se alargar os seus limites contra as convenções estéticas e sociais, contra os academismos na representação do mundo e em prol da expansão contínua da esfera artística e da construção de uma práxis local.

 

A parceria de que resulta mais esta exposição, entre a THIS IS NOT A WHITE CUBE e a Galeria Banco Económico, já vem de longe e visa contribuir com regularidade para a implementação de projectos individuais e colectivos capazes de darem suporte e impulso à carreira de jovens artistas angolanos e à sua posterior internacionalização.

 

Esta mostra fica aberta ao público até 31 de Dezembro de 2021. A entrada é livre, respeitando as normas de segurança e prevenção impostas pela COVID-19.

 

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments