Startup angolana BAIKA busca investidores no Websummit

0
142

O projecto BAIKA, criado por sete jovens angolanos, em Dezembro de 2019, representa o país na exposição de start up’s, em Portugal.

BAIKA é uma plataforma de serviços on-demand que conecta utilizadores de dispositivos electrónicos com alguma avaria a técnicos cadastrados na plataforma para efectuar o serviço. Tudo é feito através de um aplicativo, onde o cliente faz o self diagnóstico e pagamento, depois aguarda o técnico que vai ao seu encontro para efectuar o serviço desejado. A apresentação do projecto foi feita ontem (2 de Novembro), num evento onde o grande objectivo foi a mentoria e financiamento.

Nilton, um dos mentores do projecto, mostrou-se feliz pelo feito e garantiu que a ideia do projecto serve para o benefício do país. “É um projecto inclusivo com grande impacto na formação de jovens para as áreas digitais e, sobretudo, jovens com background de comunidades carentes. Também incentivamos a recolha do lixo electrónico através da nossa plataforma sem qualquer custo para o cliente. É e sempre será para nós uma honra participar neste tipo de evento e estar entre algumas das ideias que mudarão o mundo amanhã.”

O jovem mostrou-se preocupado pelo facto do país não estar a apostar em quadros para o desenvolvimento na área das novas tecnologias: “o mundo está a mudar a uma velocidade que não temos noção, enquanto fico preocupado por Angola estar ainda muito longe no fomento do ecossistema digital.”

Uma startup é uma empresa inovadora em fase inicial, com grande potencial de crescimento, habitualmente relacionada com a área da tecnologia. A expressão startup (start-começar| up – subir) transmite a ideia de rápida evolução e crescimento elevado numa fase inicial do negócio. No fundo, o conceito de startup passa por uma visão que se transforma numa criação de um modelo de negócio inovador, repetível e escalável. Ou seja, uma startup encontra soluções criativas e “fora da caixa” para a resolução de determinado problema ou necessidade e consegue crescer rapidamente sem aumentar as despesas de forma proporcional.

Por: Sérgio Flávio

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments