- Publicidade -

More

    Steve Jobs mostra novidades da Apple.

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Steve Jobs no lançamento do iCloud

    Steve Jobs no lançamento do iCloud ( Justin Sullivan/Getty Images)

    Steve Jobs, presidente-executivo da Apple, decidiu tirar folga de sua licença médica para visitar a World Wide Developers Conference (WWDC), que apresenta as novidades da marca a desenvolvedores de programas e aplicativos. O evento anual, aberto nesta segunda-feira no Moscone Center, em San Francisco, na Califórnia, apresentou as novas versões do Mac OS, o Lion, sistema operacional para computadores Apple, e do iOS 5, para dispositivos móveis. Jobs em pessoa mostrou o serviço iCloud, capaz de armazenar arquivos dos usuários em servidores para consumo posterior de conteúdos sob demanda a partir de tablets ou smartphones com acesso à redes.

    A apresentação começou com uma breve fala de Jobs, que agradeceu a presença dos visitantes. Em seguida, Phil Schiller, vice-presidente sênior de produtos da empresa, subiu ao palco para apresentar alguns dos mais de 250 novos recursos disponíveis na nova versão do sistema operacional Mac OS Lion.

    Os destaques do sistema ficaram por conta do serviço simplificado de troca de arquivos entre dispositivos (AirDrop), uma atualização do programa de e-mails, e modificações na loja virtual de aplicativos para computadores, a Mac App Store. “Esse é o melhor lugar para comprar e descobrir novas aplicações. Você pode adquirir tudo no conforto da sua casa”, disse o executivo. Ele lembrou que o upgrade do sistema operacional pode ser feito a partir de julho diretamente da loja por 29,99 dólares.

    Para falar sobre o sistema operacional iOS – que dá vida a iPads e iPhones –, Scott Forstall, vice-presidente de plataformas móveis da Apple, apresentou números. Até o momento, foram vendidos cerca de 200 milhões de dispositivos com iOS – desse total, cerca de 25 milhões são iPads. Já o total de downloads de programas a partir da loja virtual App Store ultrapassou a barreira de 14 bilhões de unidades. De acordo com a companhia, mais de 2,5 bilhões de dólares foram pagos a desenvolvedores independentes, criadores desses aplicativos, desde o lançamento do projeto.

    A demonstração do iOS começou com uma introdução ao sistema de notificações, algo bem conhecido por usuários do sistema Android, do Google. Os proprietários do iPhone poderão, a partir de agora, acessar uma lista com informações sobre chamadas e mensagens recebidas quendo eles não estavam atentos à tela do aparelho. A interface também permitirá o recebimento de mensagens de voz, bastando deslizar um botão com os dedos. Os novos recursos também incluem atualizações no software que controla a câmera fotográfica – tornando seu uso mais prático –, além de uma ferramenta de edição de imagens e novos modelos de teclados virtuais.

    O grande destaque do iOS é o novo serviço de atualização sem fio, que elimina a necessidade de se conectar ao PC para fazer atualizações no sistema operacional. Toda vez que uma nova versão for lançada, gerenciador de notificações vai avisar o usuário, que pode escolher a melhor hora para fazer a instalação. O iOS 5 deve chegar ao mercado nos próximos meses.

    Jobs retornou ao palco para falar sobre o último lançamento do dia: o iCloud. Para o executivo-chefe da Apple, o PC até poderia ser o centro da vida digital do usuário. Mas a evolução dos aparelhos vem oferecendo recursos mais sofisticados, como o armazenamento de dados em nuvem – em servidores na internet –, a partir dos quais os usuários poderão acessar vídeos, imagens, documentos e músicas, usando dispositivos conectados à internet. “PCs e Macs serão apenas dispositivos. O centro de nossas vidas digitais está dentro da nuvem”, afirmou Jobs.

    Usuários do serviço MobileMe poderão armazenar seus contatos, calendários e agendas pessoais nos servidores da empresa. O mesmo deve funcionar para aplicativos, livros e músicas comprados na loja iTunes. Os produtos podem ser baixados em qualquer dispositivo sem custo adicional. Segundo a companhia, até dez dispositivos podem ficar conectados ao mesmo tempo ao iCloud para cada conta de usuário.

    Jobs costuma reservar as maiores novidades da empresa para os últimos segundos de apresentação. Desta vez, aqueles que esperavam uma nova versão do iPhone se decepcionaram. O último anúncio apresentou o iTunes Match, serviço que permite aos usuários acesso a arquivos de alta qualidade de canções antigas. O preço do serviço: 24,99 dólares ao ano.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Dom Caetano aborda dissabores com Carina Santos: “Se a cópia não convence, a música se esquece”

    Dom Caetano, com sua sólida argumentação, detalhou os dissabores que enfrentou com a artista Carina Santos devido à reprodução da música intitulada “Sou angolano”,...

    Banco BCS lança o seu primeiro fundo de investimento

    O Banco BCS, arrancou ontem com a subscrição de um fundo fechado especial de investimento em valores mobiliários, no valor global de 5.000.000.000 Kz. Destinado...

    Angola ocupa 4.ª posição no Ranking Africano de Futsal

    Por Helder Lourenço Após a recente realização do CAN`2024, em Rabat, Marrocos, Angola se destaca ao conquistar a quarta posição no ranking da Confederação Africana...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto