- Publicidade -

More

    Tenor angolano Emanuel Mendes Na Alemanha

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    O tenor angolano Emanuel Mendes, um dos mentores da Companhia Nacional de Ópera de Angola, participará a 17 de Setembro, na cidade de Oldenburgo, Alemanha, no espectáculo de estreia da Grande Ópera “Macbeth”, do compositor italiano Giuseppe Verdi.

     

     

    O artista, um dos fomentadores do canto lírico em Angola, informou nesta segunda-feira, à Angop, que a Grande Ópera estará em carteira até aos primeiros dias do mês de Outubro.

     

    Segundo o músico, será a sua segunda aparição em eventos de grande dimensão, naquela cidade europeia, depois de ter participado, a 19 deste mês, como convidado especial, na Gala de Abertura da Temporada Operística de Verão.

     

    Disse que, nesta participação na Grande Ópera de “Macbeth, fará papel de protagonista.

     

    “A ópera é um teatro cantado e o meu personagem é o Macduff, um Nobre Escocês que ajudou a resgatar o trono usurpado pelo impostor Macbeth”, explicou.

     

    Disse estar em conversações com esta instituição alemã para que, brevemente, se faça uma apresentação de Ópera em Angola, em parceria com a Companhia Nacional de Ópera de Angola.

     

    Informou que, para a estreia da Grande Ópera de “Macbeth”, convidou os embaixadores de Angola na Alemanha e o da Áustria.

     

    Em relação a sua participação na gala de abertura da temporada operística de Verão na Ópera de Oldenburgo, a 19 de Agosto, disse que serviu para homenagear o Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, pelos seus 74 anos de idade, assinalados domingo.

     

    Além de cantar vários temas a solo, informou, fez dueto com o tenor austríaco Philip Kappeller e o Coro da Ópera de Oldenburg, incluindo os solistas mais destacados desta casa de Ópera.

     

    “Foi muito boa a participação. Não queriam parar de aplaudir. Foi emocionante. Cantei o tema Deba, acompanhado pela pianista japonesa Akiko Nozue”, esclareceu.

     

    Explicou que os convites para essas duas participações surgiram em 2015, por altura da sua participação no Concurso Internacional de Canto Lírico, em Amesterdão, Holanda.

     

    “Para ser admitido neste concurso fiz uma audição preliminar em Detmold (Alemanha). O corpo de júri, quando ouviu, comunicou a algumas casas de óperas aqui na Alemanha, para que me ouvissem a cantar”, explicou.

     

    Segundo o artista, essas casas não perderam tempo e o comunicaram, solicitando uma audição.

     

    “Eles ficaram maravilhados com o talento e qualidade artística apresentada. Sem hesitar, convidaram-me para cantar na abertura da temporada Operística de verão, aqui em Oldemburg, e para fazer a Estreia da Ópera Macbeth”.

     

    Emanuel Mendes, 32 anos de idade, é director geral e fundador da Companhia Nacional de Ópera de Angola e director geral adjunto para área científica no Instituto Superior de Artes de Angola-ISART, pertencente ao Ministério do Ensino Superior.

     

    Detentor de uma carreira internacional cada vez mais sólida, conquistou vários prémios no país e no estrangeiro.

     

    Participou em vários concursos de música popular em Angola e alcançou prémios em quase todos eles.

     

    Foi 2º classificado no Prémio Cidade de Luanda da Canção 2004 e 3º no Variante 2004, além de ter actuado no Estrelas ao Palco 2004 (imitando Os Irmãos Kafala – com Isaú Baptista).

     

    Esteve ainda no Festival da Canção de Luanda – LAC/2006.

     

    No exterior, esteve no Festival Musicalia 2008, em Cuba (1º Classificado), e no Concurso Internacional de Canto Lírico Cidade de Trujillo/Perú 2010 (melhor tenor e 2º Classificado).

     

    Actuou também no 49º Concurso Internacional de Canto Lírico “Francisco Viñas” / Barcelona-2012 (2º melhor tenor) e Belvedere Singing Competition 2015 / Amesterdão (finalista).

     

    É um dos grandes incentivadores da prática do Canto Lírico em Angola, dando formação aos interessados.

     

    É também membro do Grupo “Os Lyrikhus”, composto também por Gomes Domingos e Bruno Neto, além dos guitarristas Ângelo Baltazar e Isau Baptista.

     

    É fundador do Grupo “Bantu Voices”, com Amoroso Lufuma, Paulo Vunge, Ralffe Rafael, Bruno Neto, Guerra Matias e Isau Fortunato.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Angola Chora a Perda do Ícone do Basquetebol, Ângelo Victoriano

    Hoje, sábado, Luanda acorda envolta em tristeza pela partida do antigo capitão da Selecção Nacional de Basquetebol, Ângelo Victoriano, aos 55 anos, vítima de...

    Kwenda Magic estreia talent show nacional “O Caça-Talentos”

    O canal de televisão da DStv Kwenda Magic estreia no próximo dia 14 de abril, um novo programa na sua grelha, um talent show...

    Unitel junta-se ao Programa de Estágio Profissional do INEFOP

    INEFOP e a UNITEL oficializaram a parceria estratégica por via da assinatura do Memorando de Entendimento para a promoção do desenvolvimento profissional dos jovens...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Visit arnan.me

    Mais como isto