- Publicidade -

More

    Um ano após morte de Jobs, Apple tem que provar que ainda inova

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    A morte do cofundador da Apple, Steve Jobs, completa um ano nesta sexta-feira. Ele faleceu no dia de 5 de outubro de 2011, aos 56 anos, depois de uma intensa luta contra um câncer no pâncreas, diagnosticado em 2004.

    Coincidentemente, a morte de Jobs aconteceu um dia após o lançamento do iPhone 4S – que foi apresentado ao mundo pelas mãos de Tim Cook, o atual CEO da Apple. Apesar do sucesso, o evento foi marcado por um clima de tristeza, devido ao grave estado de saúde de Jobs (que tinha se afastado do comando da Apple em agosto daquele ano).

    Apple Steve Jobs

    A morte de Jobs comoveu o mundo. Jornais, sites e programas de televisão dedicaram um grande tempo para noticiar a morte. Os feitos, as criações e o modelo de gestão de Jobs também foram amplamente destacados. E Jobs, que já era cultuado pelos fãs da Apple, virou um mito da área de tecnologia e inovação.

    Na ocasião, analistas comentaram que a Apple poderia ter um futuro assombroso. Mas as previsões não se concretizaram: apesar de ter perdido seu principal mentor, a Apple entrou em sua fase mais próspera após a morte de Jobs. Sob o comando de Tim Cook, o preço das ações da empresa atingiram o ápice de 700 dólares e podem subir ainda mais com o início das vendas do iPhone 5. Com isso, o valor de mercado da empresa fundada em 1976 chegou à marca dos 660 bilhões de dólares – crescimento de 74% em relação ao valor registrado na data da morte de Jobs.

    Ao mesmo tempo, a marca Apple foi a que mais se valorizou no mundo, atingindo uma valor de 76,5 bilhões de dólares – crescimento de 129%, segundo relatório da empresa Interbrand. Com isso, a Apple deixou para trás concorrentes da área de tecnologia como Amazon, Samsung e Oracle, que tiveram suas marcas valorizadas em 46%, 40%, e 28%, respectivamente.

    Apesar do bom trabalho de Cook, analistas afirmam que a Apple sente a falta de Jobs quando o assunto é inovação. Eles fazem a afirmação baseados no iPhone 5, que não trouxe novidades de impacto em relação aos antigos modelos e, também, aos concorrentes (como o Samsung Galaxy S3). O mesmo se estende à linha de software e outros produtos.

    Com isso, aumenta a responsabilidade do vice-presidente de design da Apple, Jony Ive, responsável pela concepção de produtos como o Macbook, o iPod, o iPhone e o iPad. Ele é considerado um gênio pelo mercado e, também, por acionistas e empregados da Apple.

    E a pergunta que esse grupo sempre se faz é: por quanto tempo Cook e Ive serão capazes de manter excitada – e fiél – a legião de seguidores da maçã?

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Cle Entertainment e Erque Chabango Rent Car Unem Forças para Apoiar a Cultura e Juventude Angolana

    Nesta segunda-feira, duas das maiores empresas em seus respectivos setores em Angola anunciaram uma importante parceria com foco no apoio à cultura e juventude...

    Hélio Taveira reconhece crescimento profissional da ex-companheira de programa “Stela de Carvalho”

    Por: Nunes Hebo Ausente dos holofotes há alguns anos, o ex-apresentador do programa “Viva a Tarde”, do canal Zap Viva, Hélio Taveira, reconheceu, recentemente no...

    Férias mais divertidas e cheias de aventura com os canais infantis da DStv!

    Uma temporada de conteúdo educativo e divertido para crianças, especialmente escolhido para os mais pequenos LUANDA, 13 de JUNHO de 2024 - As férias estão...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto