- Publicidade -

More

    Vencedores recebem troféus do Prémio Nacional de Cultura e Artes

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Os criadores distinguidos com o Prémio Nacional de Cultura e Artes (PNCA), edição 2020, como reconhecimento do trabalho realizado ao longo dos anos em prol das artes e da cultura nacionais, receberam os respectivos troféus ontem Sexta feira (7 de Novembro ) , na Casa das Artes, em Talatona, Luanda.

    A cerimónia oficial distinguiu personalidades que com o seu saber mereceram a distinção do júri, pelo conjunto das obras em sete categorias, recebendo prémios que vão de um milhão e meio a dois milhões de kwanzas.

    Este ano, o prémio distinguiu o escritor João Maimona, a compositora Rosa Roque, o pintor Paulo Kapela, o grupo de dança tradicional do Moxico “Kalofulofo Wino wa Matemba”, o Centro de Estudos e Investigação Científica (CEIC) da Universidade Católica, a realizadora Sarah Maldoror e o dramaturgo Matan’iady Norberto, os dois últimos a título póstumo, nas disciplinas de literatura, música, dança, investigação em ciências humanas e sociais, cinema e audiovisuais e teatro, respectivamente. O prémio visa incentivar a criação artística e cultural, bem como a investigação científica no domínio das ciências humanas e sociais.

    De acordo com a vice-presidente do júri, Noelma Viegas de Abreu, a 21ª edição do PNCA, acontece num contexto de pandemia da Covid-19, com uma situação económica, social e política difícil e delicada. “Felicitamos e encorajamos os artistas, intelectuais e criadores angolanos que têm dado o melhor para através de vias, métodos e suportes novos enveredar pelo desenvolvimento de estratégias criativas que lhes permita adaptarem-se à ‘nova normalidade’, participarem no entretenimento e reflexão social”.

    A ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, destacou, nesta sexta-feira, em Luanda, o contributo dos agentes culturais nesta fase de crise e pandemia de Covid-19.

    Segundo a ministra, que falava à imprensa à margem da gala da entrega de galardões dos vencedores do Prémio Nacional de Cultura e Artes, edição 2020, a acção dos agentes culturais nesta fase tem sido uma mais-valia, pois levam ao público o alento de que se trata de uma fase passageira. Conforme a ministra, a classe artística angolana tem mostrado um elevado sentido social, consubstanciado na promoção de acções de ajuda aos mais carenciados.

    Em relação ao Prémio Nacional de Cultura e Artes (PNCA), Carolina Cerqueira avançou que serve para encorajar todos os artistas que, com espírito de serenidade, resiliência, criatividade e de sacrifício, têm elevado e preservado a cultura angolana

    Desde a sua criação, em 2000, o Prémio Nacional de Cultura e Artes já foi outorgado a 125 laureados, entre os quais criadores e artistas das mais diferentes disciplinas das artes, associações de artistas, grupos de teatro e de dança, centros de investigação científica, escritores, intelectuais, estudiosos, académicos e profissionais das diferentes manifestações culturais.

    Share this
    Tags

    A Bombar

    “Mulher detida em Luanda após acumular dívida milionária em hotel de luxo

    Uma mulher de 36 anos assumiu uma identidade falsa de empresária e se hospedou em um hotel de luxo na região do litoral sul...

    “SIC desmantela rede de falsificação de dólares provenientes da RDC em Angola”

    O Serviço de Investigação Criminal (SIC) desmantelou uma rede de indivíduos angolanos que colaboravam com estrangeiros para introduzir dólares falsificados no país, provenientes da...

    Pinóquio: A Verdadeira História” traz emoção e diversão a 31 de Maio no ZAP Cinemas

    Luanda, 23 de Maio de 2024 – A emocionante estreia de "Pinóquio, a História Verdadeira" no ZAP Cinemas traz uma nova e divertida abordagem...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto