- Publicidade -
Início* Entrevista com Sarchel NecesioEntrevista exclusiva Morais Camambala

Entrevista exclusiva Morais Camambala

- Publicidade -

Morais Camambala é músico, engenheiro de som e um dos mais conceituados produtores musicais angolanos. Residente atualmente na África do Sul, já participou de várias produções de sucessos de cantores como:Lina Alexandre, Justino Handanga, Dmage mc, PhatharMk, Tony Nguxi, Bo ( Sul Africano), Khosi ( ex corista de Lucky Dube) Hugh Massekela ( Sul Africano), New Gen, Yanick, Sandocan, Army Music, Kalibrados, Yola Araújo e Yola Semedo.
Nesta semana, a Revista Platina dá a si a chance de conhecê-lo um pouco mais.
Siga a entrevista com exclusividade.

Raio X

Registado como…Morais Kambanda Lucas Camambala Nascido aos…01/04/81
Natural de… (Nova Lisboa) Huambo
Perfume preferido… PACO RABANNE
Prefire roupas do estilo… Africano Restaurante bom… Gigi ( Huambo)
Comida saborosa…Iputa lo loseke
Bebida boa… Kissangua
Quando não está ocupado, gosta de… Ouvir música
Vício… Analisar música
Característica que o definiria seria…Persistência
Cor…Azul
Time… Manchester United
Música…Chinossanda
Animal de estimação… gostaria de ter um gato

Profissão

Há quanto tempo começou a cantar e o que exatamente a estimulou a ingressar nesta carreira?
Já canto desde 1990, ou seja, há 19 anos. Fui estimulado pelo ambiente familiar, começando a ter aulas de piano com o meu avô Tito.
Existe alguém que hoje pode considerar um pilar ou mesmo tripé para o seu sucesso? Quem e porquê?
Considero como tripé para o meu sucesso a minha família em geral, visto que foram eles que em todos os momentos compreenderam e souberam interpretar as diversas ansiedades direcionadas aos meus projetos musicais.
Seus pais ou pessoas próximas sempre apoiaram e confiaram no teu talento, ou teve que provar a alguém que era capaz?
Meus pais e pessoas próximas sempre apoiaram-me, assumindo que sempre procurei conquistar a confiança deles na execução e promoção do que eu mais gostava de fazer, pois , já naquela altura estive envolvido em projetos com a Direção da Cultura, participando em várias atividades socioculturais. A única pessoa a quem tive que provar que era capaz, era eu mesmo – O principal desafio é o desafio interno.
Quais as principais barreiras que encontrou no início de sua carreira? Ainda sente que existem nesta fase?
As principais barreiras enfrentadas na fase inicial consistiam na falta de meios que possibilitassem o aprofundamento do aprendizado. Hoje já é acessível.
Qual a música que mais teve prazer em interpretar e por quê?
“Tu lieceli” (perdoemo-nos na lingua umbundu) é a música por mim interpretada com maior prazer, porque pelo seu conteúdo, é uma música que descreve o muito que passei em Angola num período em que as armas ainda falavam muito alto, impossibilitando a audição do clamor do povo inocente pela paz entre os homens. Mas como Deus ouve o clamor do coração, hoje no calar-das-armas, o que mais precisamos é o perdão para que possamos chorar e rir juntos.
Existe algum(a) cantor(a) à nível nacional ou internacional, com o qual gostaria de ter a honra de cantar?
Com o cantor Angolano Viñi Viñi, que infelizmente já não faz parte do nosso mundo e o cantor sul africano Hugh Massekela com quem já tive o honra de cantar.
O que mais anseia alcançar em sua carreira musical?
Apelar a todos a necessidade do resgate dos valores morais e sociais.
Qual o maior constrangimento que já passou em sua vida? Isto foi antes ou depois da fama?

Foi em plena actividade do Miss Huambo 98, aonde fui convidado para cantar, e 5 min antes de entrar em palco o técnico disse-me que não tinha cabo para ligar o teclado. Por sorte, tive uma cassete com alguns instrumentais para o Dj, e tive que improvisar as duas músicas em palco. Não foi fácil… 11 anos depois, consegui resgatar a filmagem do mesmo show, e como já devem imaginar, as duas músicas foram uma autêntica expressão de alguém que estava apenas frustrado com o técnico por não ter trago o cabo… nem eu consigo entender o que cantava, não sei se cantava, confesso não sei… um dia mostrarei!!!
Qual o músico do mercado angolano que considera nota 10. Porquê?

Duo Canhoto – músicos íntegros e conservadores dos nossos ritmos.

Pessoal

Com quem vive? E como é chamado por familiares ou amigos próximos?

Vivo sozinho. Yas, ti Morais ou simplesmente o camponês.

Qual a parte do seu corpo que mais gosta?

As mãos, pois com elas posso tocar as cordas de um instrumento, fazendo-o vibrar sons de louvor ao meu criador, e claro, como camponês, ter sempre a minha enxada para o cultivo.

Tem namorada? Qual a característica que mais admira nela?

Tenho. A grandeza de coração.
Diante da teoria de que “todo mundo é ciumento”, de 1 à 10, que nota daria à seus ciúmes?

Antes de dar a minha nota em relação ao ciúme, gostaria de passar as seguintes frases: “O ciumento não ama o outro, ama a si próprio.” “O ciumento passa a vida a procura de um segredo que vai destruir sua felicidade“. Nao considerando-me ciumento, porque amo ao meu próximo, a minha nota sera 1+1 = 2, o número par da hamonia.

Está a ler algum livro? Qual?

Estou sim, “Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes

Tem algum lugar onde esteve e gostaria de poder voltar? Qual e porquê?

Gostaria de voltar a estar na cidade do Huambo em Angola, porque foi ali aonde aprendi a ver o mundo com uma visão optimista.

Temas sociais

Qual a sua opinião em relação à legalização do aborto?
O pensamento mais importante que já tive, foi o da minha responsabilidade individual com Deus. É preciso que criemos mais formas ou mecanismos para informar, mobilizar e educar as pessoas praticantes de tais condenáveis actos, chamando-os a atenção sobre a responsabilidade do dano que se faz, porque isto é tirar o direito a vida…
Que atitude tomaria diante de uma situação de racismo?
Não me incomodaria, usaria tal situação como oportunidade para mostrar ao praticante que falta-lhe auto estima e amor proprio.
Que atitude considera que um indivíduo é capaz de tomar para lutar contra a corrupção?
Se não podes ser o que és, sê com sinceridade o que podes, seja o exemplo, grandes realizações são possíveis quando se presta atenção aos pequenos detalhes. Nunca é tarde para que sejas o pioneiro na boa conduta.
- Publicidade -spot_img
Mais recentes
Artigos relacionados
- Publicidade -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments