- Publicidade -

More

    Leitura Obrigatória: Quem Não Tem, Não Teme!

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

     

     

    Ouço por aí que quem não deve, não teme. Porém, para quem realmente vive a vida, sabe perfeitamente que o verdadeiro ditado é: Quem não tem, não teme. Essa deveria ser a lei que governa a tomada de qualquer decisão.

    Torno-me num autêntico pateta, um burro original (daqueles com selo e garantia), quando vejo um trapo, quer dizer, tropa a tremer, com as pernas bambas, hesitando na hora de avançar em direcção à um alvo em forma de mulher; com dicas do tipo: – Ah porque não, “num” tenho coragem, ela deve ser antipática, e por aí afora. “Mô” irmão, deixa já te atirar uma dica muito verídica: Quem não tem, não teme! No máximo ela dirá um não; se for mulherPorque se for angolana… Bem, essa vai te olhar de baixo para cima, vai trancafiar a cara, enervar-se-há severamente, os olhos ficarão vermelhos, a mão descerá ligeiramente em direcção à “jibô”, cuspirá no chão e finalmente dar-te-há às costas. Como podes ver, nada de mais!
    Como já foi várias vezes discutido por aqui, se aguentas angolana, aguentas tudo. Pois então, qual é o medo?
    Não há razões de temer. Não ficarás menos pessoa se tentares ter aquilo que nunca tiveste.

    É claro que esta lei não foi criada para encorajar futilidades como as que foram acima mencionadas. O objectivo principal dessa lei é dar força, garra, pegada, agilidade e velocidade, na hora de actuar num terreno com muitas interesseiras, comumente conhecidas como gatunas!

    Elas pertencem à P.I.R. (“Pandidas” de Intervenção Rápida). Essas são “mamoites” no ataque, “num” brinca só “cô” a tua vida. Por serem de um batalhão especial de ataque, elas só actuam em ocasiões especiais. Não atacam qualquer um! São que nem tubarão, quanto mais sangue melhor.
    As P.I.R., prontificam-se sempre a controlar e deter o movimento daqueles que aparentam ter muito “kitadi”. E é aí que a gente entra, a gente aplica logo o nosso ditado, e resolvemos o problema. Meus amigos, todos sabemos que as P.I.R. são um estrondo, delírio de muita gente, se até hoje as estradas em Luanda continuam esburacadas, a culpa é toda delas, elas raptam a alma e ninguém tentará o resgate. Todo homem quer ter uma P.I.R. ao seu lado, mas elas escolhem as vítimas, raramente são vitimizadas.

    O que é que elas tanto procuram num homem? Dinheiro! E se não tiveres, ela não vai. Simples, simples, até mais do que simples. 
    Mas, “môs wis” nunca foi mal fazer “playback“. Eu já vi o Anselmo RalphBig Nelo e sei lá mais quem a fazer e mesmo assim as damas gritavam na plateia. Então se você quer uma “gatuna”, se a que te faz delirar é uma “pandida”, porque não fingir que tens dinheiro? Ham? Porque não?
    Quem não tem, não teme! Se não tens dinheiro, vais ter medo de ser interceptado por uma interesseira porquê? Assim o que é que tu não tens que ela vai conseguir tirar ou levar?
    Fingir, não é acreditar na sua própria performance, gastar o que não tens. É mesmo fingir.

    Eu vejo muitos homens reclamando do facto de certas mulheres serem interesseiras. Elas estão no seu direito, cada um escolhe aquilo que mais lhe atrai no sexo oposto. Tu gostas da “bunda“, ela gosta do bolsoVamos Lá mazê Ser Sinceros pá! Tu finges que não queres saber da bunda, ela vai fingir que não quer saber do bolso. Até chegar o dia em que tudo se clarificará!

    Carreguem isso como um material didáctico. Isto é o “Dudú come matete” na hora de encarar uma “pandida”. Na hora em que achares que ela está fora do seu alcance, lembre-se, mas lembre-se em câmera lenta e volte a ver a cara do seu mestre dizendo-lhe: Quem não tem, não teme! E se estás com um sorriso no rosto, meu caro, tu não tens mesmo!

     

     

    mauro Sergio escreve também para

     

    www. millaeamigos.com


    Share this
    Tags

    A Bombar

    Benvindo Magalhães descarta possibilidade de algum dia apresentar Telejornal: “Nunca”

    Por: Sara Rodrigues O apresentador de TV e locutor de rádio Benvindo Magalhães deixou claro em entrevista ao Platinaline que jamais, na história da televisão...

    4ª edição do Unitel Estrelas ao Palco será emitida às quintas-feiras

    Por: Sérgio Flávio Fotos: Rosário Duarte Foi realizada hoje (28), nas instalações do canal ZAP Viva, uma conferência de imprensa para divulgar detalhes sobre a...

    De vencedor a membro da mesa de jurados: O brilhante percurso de Anderson Mário no Unitel Estrelas ao Palco

    Por: Sérgio Flávio Vencedor da primeira edição do concurso Unitel Estrelas ao Palco, Anderson Mário é um dos poucos concorrentes de projetos do gênero que...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto