Tatuagem do Amor

0
294

Segue nos Facebook


No princípio era Adão, Eva e os sogros do Adão. Depois daquela grande borrada, só mesmo os sogros para segurarem o mano Adão com a Eva. Os tempos foram passando e os sogros decidiam e mantinham os seus genros.
Porém os pais da Eva não erão imortais, e para o mano Adão não “sapar”, Eva teve que mandar vir reforços. Caim e Abel.
E assim começou a era da barriga de segurança.
Como nada dura para sempre, Adão, só queria já assumir os filhos. Trocando muita das vezes a Eva pela Minga.

Foi aí que Eva pensou:
Que homem é esse que não quer que uma mulher tatue o seu nome numa das partes do corpo? Que homem? Para qualquer homem, essa seria uma perfeita demonstração de fidelidade, porque “num” vamos estar só aqui a se mentir. Que se dane o amor, todos querem fidelidade. É como se ninguém mais fosse ter a possibilidade de plantar qualquer lenha que fosse naquele terreno. É seu e só seu. Não haverá obras embargadas, muito menos reservas fundiárias. E assim todos viveriam felizes para sempre!

Entretanto, dessa vez a Eva não precisou da cobra para se “payar”.

Na vida real todo homem quer isso, nem que depois venha a se arrepender por ter permitido tal acto. No momento, no fundo “memo” do cérebrono macôco do coração,ele quer.

Só que queremos duma forma surpreendente. Sem precisar falar. Duma forma arrebatadora, que leve com ele o fôlego e nos faça soluçar que nem bonecas. Porém… E é aqui que a realidade começa a portar-se mal. As coisas acontecem um pouco fora do seu“timing”.

A maior parte das mulheres recorrem à esse método de pesca quando já se sentem inseguras. Para provar que não há razões do rapaz se afligir, elas tentam dar o xeque-mate, com uma jogada supostamente mais certeira do que a barriga de segurança. Só que se esquecem, que o comportamento não mudou por insegurança. Qualquer ser-humano inseguro corre atrás. Quem gosta de perder? Preferimos deixar perder.

Com essa jogada ela acha que ficará tudo bem. Bem, ele realmente fica eufórico. Começa já a imaginar os “kambas” a se baterem no chão, com um ar nebuloso de incredibilidade. Respeitando e reverenciando o camarada. Mesmo se ele fosse um cabo no grupo, subiria já para general. Afinal, tatuagem é tatuagem.

Agora, para quem ainda não foi presenteado com uma tatuagem, o que fazer?
Vamos Lá Ser Sinceros!

Se fizeres uma análise profunda como o nosso IRE (Instituto de Relacionamentos e Estatísticas). Hás de notar que o segredo da tatuagem está na “bofatada” e nos maus-tratos. Sim, sim, sim, sim! Está tipo brincadeira “nê”? Parece mentira? A verdade é “memo” assim, totalmente surreal.

Toda dama que tem o nome tatuado sofre grandes grelhas palmares na relação. Ao invés de ser elevada ou posta no pedestal, é promovida à saco de pancada.  Se lhe pisarem no peito então… Até o nome do tataravô ela colocará no pescoço. 
Não sei agora se o “madiê” quer tirar a tatuagem com “suquetos” da cara da dama, mas é assim mesmo que acontece!
A maioria delas já nem merecem ser chamadas de angolanas. As angolanas são poderosas. Mas epá, com a facilidade de contacto que temos agora com o Dubai, é bem provável que algumas estejam a ser importadas.

Normalmente, as que costumam tatuar, já sabem que tem uma fulana no pé do fulano, ou que a “ex” quer voltar, ou que já não lhe dão tanta atenção, ou porque quer provar que aqueles que passaram na vida dela não chegarão aos pés dele.
Uma análise muita lógica, digna de uma grande jogada de xadrez. Se não fosse o facto de fazerem isso pelos homens errados. Que pelo que temos vistos… São muitos, senão mesmo todos. Ou será que a culpa é mesmo do dedo podre das nossas magnânimas? Será que escolhem os seus homens com o cotovelo?
Mas minha “wi”, me diz “inda” se já estão a te pontapear, que tipo de minhoca é essa que fura as suas membranas neuronais e a faz tatuar? Depois, quando trocam de namorado, vão meter um monte de flores em cima do nome para disfarçar. Você até olha no pé dela e diz: Aqui tipo estão a jogar “bica-bidom”, tem algo se escondendo nesse arbusto.

“Num” tranca só a cara tipo “tou” a mentir; para e pensa antes de abanar a cabeça: A sua amiga que tatuou o nome do seu mais-que-tudo, lhe tratam bem?
Você sabe a resposta. Ela deveria ser chamada de Criollitas de tanto lhe bolacharem.
Tem muito “omem” achando que só porque ela tatuou, nenhum tropa vai se atirar lá. “Môs” manos, deixa já vos avisar: O Rambo existe!

Pelo sim, pelo não, já sabes. Queres ver seu nome tatuado com todo o amor do mundo? Coloque tudo na palma da mão e desce na cara dela. A OMA não gosta, mas funciona! 
“Num brinca cô vida”!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui