Entrevista exclusiva Yola Araújo

0
212

A platina Line é uma fonte de divulgação muito forte que está a ganhar credibilidade.. 

 

Estamos na semana de lançamento do mais aguardado Álbum do  mês de setembro no mercado angolano.  Em Nome do Amor é sem duvidas,  mais um clássico da cantora que já nos habituou  ter álbuns que ouvimos da primeira faixa a ultima sem pular.  Depois de “sensual”, “um pouco diferente” e “Diferente mais um pouco”vem ai Em Nome do Amor com grandes nomes da musica Nacional e internacional.

Yola Araújo  é das poucas artistas nacionais que consegue conquistar  a admiração do público com suas musicas, charme, humildade, muito  talento e beleza que a caracteriza.  A esses atributos,  adicionamos o facto de ser platinada.  Yola Araújo  é neste momento a mais ouvida no universo platina de 166 países que nos visitam diariamente;  O Medo te afasta é a preferida dos platinados.  A Cantora para além do lançamento do Álbum ela também vai lançar o seu site na internet onde os fãs poderão interagir cada vez mais com ela.   O endereço você  vai saber comprando o Cd, pois ele será lançado no mesmo dia de lançamento de Em Nome do Amor.

A cantora iniciou no mundo da musica pelas Melomanias, á 9 anos atrás depois seguiu  carreira solo, por ter uma evolução  e talento maior que as outras suas colegas sem desprimor pelas outras integrantes , Tal como aconteceu com outras grandes bandas do mundo musica como Destiny Child.  Seu álbum de estreia foi sensual, depois seguiram-se  mais dois álbuns  “um pouco diferente” e  “diferente mais um pouco” todos eles sucessos de venda e aceitação de publico e da media.  Prestes a lançar no dia 5 setembro em nome do amor seu quarto álbum de originais. A presente entrevista foi feita com colaboração de fãs em todas partes do mundo  da qual nos agrademos a vossa colaboração. Acompanhamos todos passos ou quase todos passos para produto final que é álbum   em nome do amor nas vossas mãos dia 5 de setembro  alguns dias depois Freddy Costa ira celebrar mais uma risonha primavera.   Então platinado estejam todos presentes dia 5 setembro de 2010 na portaria da praça da independência , caprichem nos comentários o melhor já fatura um cd autografo pela Yola Araújo.

 

 

 

Raio  X

 

 

Fui Registrado Como…Yola Catiana Moreira de Araújo

Data de Nascimento: 13/06/78

Na T.V Assisto:Novelas, filmes, noticiários, programas de entretenimento, etc.

Não Assisto  Na T.V:Muita Coisa…

Nas Horas Livres:Gosto de passear, treinar, ouvir musicas (desde que não sejam as minhas), Praia (no verão), ficar em casa, assistir filme na T.V (com aperitivos e um sumo saudável), etc.

Gênero de Filme:Comédia, acção, dança, etc.

Livro: Minutos de Sabedoria.

Prato Predilecto:Feijoada, arroz de marisco, etc.

Pior Presente:Não existe pior presente quando se é dado de coração.

O Melhor do Guarda-Roupa: Jeans e algo pronto para uma saída inesperada.

Perfume:Não uso uma linha única, gosto de linhas clássicas e suaves.

Cantor:R. Kelly e Steve Wonder.

Cantora:Aaliyah.

Ator:Denzel Washington.

Atriz:Angelina Jolie.

Animal de Estimação:Nenhum.

Arma de Sedução:Ser tu Mesmo com o teu próprio encanto.

Melhor Viagem:Todas ao seu jeito.

Sinônimo de Elegância:Auto-estima, querer estar bem e fazer por isso.

Melhor Notícia:Que estava grávida da minha Ayani.

Inveja:O único vício que não nos dá nada.

Preguiça:Doença.

Vaidade: Na medida.

Filosofia de vida: A vida é curta e os prazeres são raros… que o amor seja soberano e que sua força prevaleça.

Ayani:A minha vida… meu grande amor.

 

 

 

 

Profissão:

 

 

Conta-nos um pouco a sua história no mundo da musica?

Yola Araújo: Comecei a cantar num período muito curto como corista em 97, a seguir fiz parte de um grupo denominado «melomanias» em 99. Em 2002 lancei a minha primeira obra discográfica intitulada «sensual» com a qual comecei a marcar o meu nome em território nacional. Logo depois, em 2005, o meu 2º CD intitulado «um pouco diferente», foi um grande sucesso. Fui muitas vezes premiada pelas obras que ia fazendo e fui caminhando, procurando evoluir naquilo que fazia. Desde o momento em que comecei, sempre o tive carinho do meu publico e não só, o que me deixa profundamente agradecida e feliz. Em 2007 lancei o «diferente e mais um pouco» minha 3ª obra. Em 2008 fui mãe de uma menina e em 2010 estou para lançar já no dia 05 de Setembro a minha 4ª obra intitulada «em nome do amor». Espero que gostem, dediquei-me muito como nas outras, mas de uma forma muito mais presente.

P: O seu gosto pela música teve alguma influência familiar?

Y. A: Nenhuma.

P: Como avalias o teu percurso musical?

Y. A: Árduo, mas muito abençoado.

P: Mudaria alguma coisa na sua trajetória de vida?

Y. A: O que passou já passou e o que nela aconteceu de bom e mal é a minha vida, a que Deus escreveu p mim, a vida é bela apesar de imperfeita. Acredito que, se teve de ser assim não há nada que eu ache necessário mudar… sou feliz como sou. Com os meus erros e acertos posso tentar ser cada vez melhor como ser humano.

P: Há um ano  em entrevista aqui na platina, a Yola afirmou que se tivesse oportunidade de trabalhar e de mostrar o seu trabalho alguém seria ao R. kelly ou Timbaland. Agora que tem a oportunidade de mostrar isso a ele, como está o seu coração para esse grande momento (se assim acontecer)?

Y. A: Estou tranqüila… eu disse que era fã do R. Kelly e não que gostaria de trabalhar com ele. Quanto ao Timbaland, sim, disse que se tivesse a oportunidade de fazer um trabalho com ele não deixaria escapar, não é algo que eu esteja a pensar fazer a todo custo, porque tenho os pés bem assentes no chão. Quanto ao R. Kelly, já estou feliz de o poder ver a cantar ao vivo, e mais, os angolanos e não só, já me dão muita alegria, me acarinhando no que faço, gostando e me dando crédito… o resto eu deixo que a vida se encarregue.

P: Achas que existem muitas limitações em Angola que levam os artistas a gravarem os seus álbuns com maior freqüência no estrangeiro?

Y. A: Em termos de estúdios já não há tantas limitações, mas sim carecemos de bons engenheiros. Já se faz muita coisa de qualidade em Angola, muita coisa boa. Em relação a produção, agora estamos a ir muito bem graças a Deus, tem aparecido cada vez mais pessoas a produzir e bons cantores.

P: Jurema  Silva  de 25 anos de idade, em Luanda, quer saber da Yola sobre a possibilidade de ter um site oficial para os seus fãs, para 

que os mesmos estejam informados sobre a sua agenda de shows, entrevistas na impressa e  eventos  em que a Yola marque presença?

Y. A: Esta pergunta veio a calhar… Jurema, quando o CD for laçado, o site também já estará disponível. No CD virá o endereço… obrigada.

P: A jurema Silva ainda pergunta se no álbum “em nome do amor” dedica alguma musica a alguém especial?

A: O álbum «em nome do amor» é dedicado a minha filha Ayani e a todos os fãs, claro…

P: A Soraia Patrícia de 18 anos, a partir do Talatona, questiona a Yola o seguinte: O nosso país está numa fase de reconstrução e mudanças. Qual tem sido o seu contributo para essa fase em que vivemos?

Y. A: Procuro ser melhor naquilo que faço, passando boas mensagens através das minhas musicas e ser cada vez mais uma pessoa melhor, passando dessa forma bons exemplos…

P: Após três álbuns lançados no mercado e o quarto prestes a ser lançado com o titulo “em nome do amor”, pode-se afirmar que este (o quarto) é o mais romântico dos os anteriores? 

Y. A: Acredito que todos foram um pouco românticos… mas este por ser dedicado a minha filha, denominei em nome do amor porque foi em nome do amor que a tive, que canto, que sou feliz, que amo a vida e por ela sou amada, etc.

P: O que podemos esperar deste álbum, em termos técnicos, evolução de voz, participações, letras e campanhas de marketing, etc. A Yola vem para inovar.

Y. A: Com certeza, a cada álbum tenho procurado melhorar todos estes aspectos para que se justifique todo o árduo trabalho.

P: Como é a sua relação com os fãs?

Y. A: Não podia ser melhor… eu sou amada pelos meus fãs, o que me emociona e me deixa muito feliz por os ter, dou graças ao Sr lá de cima que me deu essa graça. Eu procuro retribuir todo esse carinho e agradeço a todos àqueles que me dão forças e acreditam no meu potencial. Obrigado por tudo… beijos a todos, com muito carinho.

P: Ellen Cardoso, do Brasil, quer saber da Yola: Qual é o seu maior sonho a nível pessoal e profissional, que gostaria de realizar ou concretizar e ainda não conseguiu?

Y. A: Não sou de ter sonhos muito altos… gosto das pequenas coisas da vida, que me possam dar prazer. Inicialmente, trabalhar sempre (seja no que for), ter negócios, de formas a proporcionar a minha filha (ou filhos que possam vir), uma vida saudável e confortável, e acima de tudo fazer feliz as pessoas que contam comigo, como o publico, família amigos etc. Gosto de sonhos que venham um de cada vez… por agora estou a lançar a minha marca, começando por lançar bonecas Yola Araujo, isso porque graças a  Deus tenho um publico grande de crianças, o que é maravilhoso.

P: De que forma harmonizas a sua vida pessoal com a profissional?

Y. A: Não  é tão complicado… É so saber dividir o mal pelas aldeias, não tem sido difícil, mas é delicado e as vezes temos de estabelecer prioridades.

P: De todos os artistas com quem já colaborou, qual foi o que mais te marcou?

Y. A: Todos com os seus jeitos e estilos particulares foram marcantes… apenas escolho trabalhar com artistas que me possam passar coisas boas.

P: Chegou a tremer quando esteve em estúdio com Jacob dos Kassav?

Y. A: Estive ansiosa, mas não tremendo… ele é muito fixe e passa muita tranqüilidade e segurança. Confesso que cantar com ele foi inspirador, rápido e divertido, tem bom senso de humor. Esta experiência foi maravilhosa, agora falta o vídeo clip…

P: Tens conhecimento sobre quantos discos foram vendidos, somando todos os álbuns lançados até hoje?

Y. A: Não faço idéia, sei que devem ter sido ser muitos… calculo.

P: Existe algum artista/banda  com quem gostasse de trabalhar, sem que tivesses tido a oportunidade de concretizar tal desejo?

Y. A: Até acontecer é segredo… por vezes o segredo é a alma do negócio (como diz o ditado).

P: O que influenciou a Yola a regravar o sucesso dos Foreigner i wanna what love is?

Y. A: Sempre gostei desta música… fazer a versão em Zouk foi apenas uma forma de podermos dançar uma musica tão bonita (que apenas se ouvia).

P: De onde vem à inspiração para escrever músicas sobre o amor e bastante sensuais?

Y. A. Hoje em dia não escrevo muito, apenas algumas coisas e correções… por vezes dou as idéias do que quero cantar e procuro ser uma boa interprete, para que a mensagem chegue com a emoção que se pretende. O que me inspira é sempre o amor.

P: Teve algum receio em trabalhar com Cherry charbonnier, depois do problema de plágio com a Perola?

Y. A: Não tive receio algum de trabalhar com o Jerry, porque antes da pérola eu já tinha trabalhado com ele no meu CD anterior na musica «e não deixava« que canto com o Warren. Quanto ao suposto plagio, não acredito muito nisto… deve haver algum mal entendido que so eles podem explicar.

P: Em algum momento pensou em mudar o nome Artístico Yola Araújo para Yola Costa, seu nome adotado no casamento?

Y. A: Nunca…gosto dele assim, Yola Araújo como artista e Yola Costa como casada.

 

 

 

 

Vida Pessoal:

 

 

P: Um leitor, seu fã a partir Argélia, enviou a seguinte questão para si: O que tem ensinado de valores morais a sua filha Ayani?

Y. A: A Ayani ainda é um bebe, não percebe nada de valores morais ainda, mas claro que penso em passar para ela valores como: respeitar o próximo, ser simples, procurar o prazer da vida nas pequenas coisas para não ser uma pessoa deslumbrada, ter caráter, personalidade, humildade, ser uma pessoa sem preconceitos, entre outras coisas… educar é um dever e procurarei ser uma boa educadora, a minha filha já da mostras de que será uma menina de personalidade forte.

P: A Ana Rita Silva vive em Luanda e tem 22 anos de idade, ela tem para a Yola as seguintes perguntas: Qual é o prato que cozinha melhor?

Y. A: De tudo um pouco, a menos que seja um prato que nunca tenha conhecido ou tido a receita.

P: Quais os cuidados que a Yola tem com a pele (rosto e corpo)? Faz limpeza de no rosto, massagens, usa algum creme?

Y. A: Faço limpeza no rosto de vez em quando e faço esfoliação todas às noites… no corpo também faço esfoliação todos os dias. Faço massagens também de quando em vez e uso um creme que se adéqüe a minha pele.

P: A Yola teve a crise dos 30, que muitas mulheres têm quando chegam nessa fase?

Y. A: Que crise? Não tive nenhuma.

P: A Yola já fez alguma cirurgia plástica ou algum dia pensou em fazer?

Y. A: Não tive a necessidade por enquanto. Talvez um dia, não descarto essa hipótese caso seja necessário.

P: Consegue ver as cenas de beijo do Fredy nas novelas? Se sim, Sente algum ciúme?

Y. A: Já me incomodou mais… Agora já nem ligo, assisto com ele quando há oportunidade. A vantagem de assistir com ele é que posso sempre dizer no que ele pode melhorar.

P: Qual é a maior virtude e o maior defeito da Yola?

Y. A: A maior virtude  para mim é ser amiga dos meus, carinhosa, entre outras coisas… o defeito talvez seja ser impaciente, entre outros.

P: Qual é o país que mais gostou de conhecer até hoje?

Y. A: Cada um que conheci teve um gosto diferente… gostei de todos em seu estilo particular.

Ellen Cardoso do Brasil, também participou do nosso passatempo “você entrevista a Yola Araújo” e questionou o seguinte:

P: Qual é o país que gostaria de conhecer e que ainda não teve oportunidade?

Y. A: Cuba (particularmente havana),cabo verde, etc.

P: Quantos filhos gostaria de ter?

Y. A: Dois filhos.

P: Qual foi o filme e o livro que mais lhe marcou?

Y. A: Os mais recentes filmes… gostei muito da lenda, metrô, etc. o livro é: minutos de saberia.

P: Quando veremos a Yola a tocar com uma banda (visto que agora está em vogue atuar ao vivo) ou de forma acústica?

Y. A: Já o faço algumas vezes, mas num show só meu…talvez no próximo, depois do lançamento. Estou a idealizar.

P: O que acha sobre a traição entre casais, visto que em Angola tem-se visto muitos casais a traírem-se mutuamente.

Y. A: Isso não acontece apenas em Angola, mas sim no mundo todo. Cada casal tem a sua historia e não vou falar dos outros, falarei de mim… não é o melhor caminho, porque quem ama cuida.

P: O que acha das mulheres e homens que se relacionam com pessoas mais velhas em troca de bens matérias (casa, carro, viagens, roupas de marca), e muitas vezes não são pessoas necessitadas, mas sim pessoas que gostam de viver de aparência? Acha que se está a perder os valores?

Y. A: Não gosto de julgar ninguém… quanto a perda de valores, acho que o ser humano tem de ter valores morais, personalidade e caráter.

P: Gosta de sair para dançar? Que casas noturnas freqüenta, ou isto não é possível devido a assédios?

Y. A: Não me preocupo com os assédios… sei bem colocar no lugar alguém inconveniente, isso não é problema. O facto é que hoje em dia saio muito pouco, ando cansada das noites, é quase sempre o mesmo, mas quando saio costumo ir ao Don. Quixote ou ao éden…mas muito raramente.

P: Por sua vez, a Platinada Márcia que estuda na Coréia do Sul, está curiosa para saber: Qual é a sua maior fonte de inspiração?

Y. A: O amor.

P: O que tem de bom em cartaz hoje? Quais os tipos, estilos de filmes que você gosta? Além dos filmes, quais os atores/atrizes você dá nota 10?

Y. A: Gosto de acção, terror, dança e comedia. Quanto aos actores, gosto da Angelina Jolie e Denzel Washington.

P: O que fazer num domingo sem shows, sem nada na TV e sem a companhia do marido?

Y. A: Ouço musica, vou a praia, danço, brinco com a filhota, durmo se for o caso, mas nunca vai faltar o que fazer.

P: As leitoras, Soraia Patrícia de Angola e Antônia Domingos de França, indagam: a Yola é religiosa ou supersticiosa. Ou as duas coisas?

Y. A: Apenas religiosa… superstições, talvez alguma, mas nada que seja obsessivo. Acredito em Deus em primeiro lugar.

P: O que a família representa para você? Como é a sua relação com ela hoje?

Y. A: Representa tudo… é o meu alicerce, minha prioridade, todo mundo tem. Mesmo que seja pequena, é sempre sagrada.

P: Jurema em Luanda e Monica na Turquia querem saber: Sempre que sobe ao palco para um show fica com calafrios?

Y. A: Sinto muitos… o coração fica acelerado, fico com vontade de ir a casa de banho, enfim, eu acredito que enquanto eu gostar do que faço e tiver respeito pelos que me assistem, sentirei esse frio. É muita responsabilidade cantar, entreter e agradar.

P: Como mãe, como se define? É uma mãe galinha, amorosa em excesso, ou uma mãe que deixa a filha fazer de tudo?

Y. A: Sou um misto de muitas coisas, inclusive as que citou.

P: Férias, dentro ou fora do País?

Y. A: Como calhar… as duas opções são validas.

P: Como seria a noite perfeita?

Y. A: estar, ser e fazer feliz… bem acompanhada… o resto flui.

P: Quem gostaria que lhe passasse creme nas costas?

Y. A: A minha filha (curiosos).

P: Não consegue resistir a…

Y. A: tanta coisa.

P: Se pudesse o que mudava em si, no corpo e no feitio?

Y. A: No corpo nada… sou uma mulher de estrutura pequena, me sinto bem e tem lá as suas vantagens… no feitio a impaciência.

 

 

Mundo em que Vivo…

 

 

P: Vivemos num mundo obcecado pela beleza humana. Ela está na televisão, nos filmes, na capa das revistas, no balcão das lojas do shopping e no restaurante chique, onde garçons e garçonetes parecem como modelos. A beleza nos é oferecida em doses enormes, em vários formatos, para todos os gostos e gêneros. Há loiras altas, morenos fortes, jogadores de pernas grossas e cantoras e cantores de barrigas impecáveis. A beleza nos enche os olhos. É um colírio grátis, permanente e intoxicante. Comente sobre isso?

Y. A: Acredito que cada um cuida de si da forma que mais lhe faz feliz e se sente melhor quer para sua saúde ou para atingir algum objetivo (que seja pela beleza ou campo profissional) desde que não seja obsessivo, não vejo mal algum nisso. Por exemplo, eu me cuido para o bem da minha saúde e porque preciso manter uma boa imagem pelo que faço… isto não é nenhum sacrifício, apenas força de vontade e auto estima.

 

 

 

P: Há um  ano foi entrevistada por mim, não  tinha noção do que era a platina que na altura era um bebe e dava os seus espaços para ser fonte de entretimento e informação para os angolanos e mundo… disse que era muito cedo para avaliar. Agora o que acha da platina?

Y. A: Hoje digo que estão no caminho certo, estão a crescer muito e é uma fonte de divulgação muito forte que está a ganhar credibilidade. Sinto-me feliz por ter sido uma das primeiras entrevistadas… Parabéns.

P: Que mensagem deixa ao publico Angolano e platinado, e aos seus fãs que ajudaram entrevista-la?

Y. A: Fico imensamente feliz com o  interesse, por quererem saber mais sobre mim e pelo carinho de sempre… espero que continuem platinados e dando munições para que  se continue a disparar coisas boas, para que estejamos sempre todos bem informados.

 

 

 

 

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments